Sporting está em negociações para recomprar dívida do BCP e Novobanco a desconto com empréstimo da Apollo (com áudio)

De acordo com a notícia avançada pela “Bloomberg”, e confirmada pelo Jornal Económico, o clube liderado por Frederico Varandas está em negociações para recomprar as emissões de dívida detida pelos seus dois maiores credores com o apoio da Apollo Global Management Inc.

José Sena Goulão/Lusa

O BCP e o Novobanco estão em negociações para vender a dívida do futebol Sporting Club de Portugal ao próprio clube, a notícia é avançada esta quarta-feira pela “Bloomberg” e o Jornal Económico sabe que decorrem atualmente negociações entre os bancos, o clube e a Apollo.

Segundo a agência, que cita fontes próximas do processo, o clube liderado por Frederico Varandas de Lisboa está em negociações para recomprar as emissões de dívida detida pelos seus dois maiores credores com o apoio da Apollo Global Management Inc.

O clube de futebol português prevê pedir dinheiro emprestado à empresa de private equity norte-americana para recomprar uma dívida no valor nominal de cerca de 250 milhões de euros  do Novo Banco e do Banco Comercial Português (BCP), avança a “Bloomberg”. A dívida poder ser recomprada com um desconto face ao seu valor nominal.

Os dois bancos contrataram um advisor, no início deste ano, para os ajudar na procura de novos compradores para as dívidas que detêm no Sporting Clube de Portugal e no Sporting Clube de Portugal Futebol SAD, entidades que controlam o clube.

As demárches estão em andamento e nenhum acordo final sobre os termos de qualquer operação foi alcançado, diz a agência internacional. Outros licitantes também mostraram interesse em adquirir a dívida, refere ainda a agência noticiosa.

Em maio, a “Bloomberg News” adiantava que arte da dívida será convertida em capital caso não seja paga. O Sporting Clube de Portugal detém 63,8% dos direitos de voto na Sporting SAD.

O Sporting Clube de Portugal Futebol SAD registou um resultado líquido negativo de 33 milhões de euros no exercício findo em 30 de junho, em comparação com um lucro líquido de 12,5 milhões de euros no ano anterior, de acordo com um relatório da empresa. A dívida total aumentou para 310,6 milhões de euros no mesmo período, de 298,6 milhões de euros.

Fundado em 1906, os ‘leões’ conquistaram este ano o 23º título da Primeira Liga, troféu que fugia desde 2002.

Recomendadas

Lesados do BES em França enviam “mensagem” a futuro Governo

“Estamos aqui neste novo protesto para dizer aos políticos em Portugal que o nosso caso não está resolvido. Isto é uma mensagem no fim de 2021 para o futuro Governo, que vai ser eleito em janeiro, diz Carlos Costa dos Santos, coordenador dos Emigrantes Lesados Unidos (ELU), em declarações à Agência Lusa.

Santander escolhido como o “Banco do Ano” em Portugal pela revista do FT

Em reacção, o CEO do Santander Totta diz que “o Banco é hoje uma instituição mais forte, melhor estruturada, e tem os meios necessários para continuar a ser o parceiro de referência para as famílias e empresas portuguesas”.

Sindicatos recusam proposta final de revisão salarial dos Bancos e pedem intervenção da DGERT

Na última reunião, realizada no dia 30 de novembro, o grupo negociador dos bancos “apresentou a sua proposta final, não negociável, de 0,4%, da tabela salarial, de pensões de reforma e de sobrevivência e cláusulas de expressão pecuniária”. Uma proposta que os sindicatos dizem que “vai contra a pretensão inicial dos sindicatos (1,4% de aumento).
Comentários