Startinnovation Talk debate empreendedorismo social: “Parente rico ou pobre?”

A sessão realiza-se próxima quarta-feira (dia 10 de abril) na Fnac do Chiado às 18:00. Na lista de oradores encontram-se Cristina Almeida (Maze), Inês Jardim Sequeira (Casa do Impacto), João Magalhães (Academia de Código), Mariana Duarte Silva (Village Underground) e Nuno Frazão (Social Innovation Sports).

A equipa orientada para startups e PME da sociedade de advogados CCA, a “Startinnovation Team”, vai organizar na próxima quarta-feira (dia 10 de abril) uma breve conferência dedicada ao tema “Empreendedorismo Social: parente rico ou pobre do empreendedorismo?”.

O debate – que se realiza na Fnac do Chiado às 18:00 – contará com a moderação de Domingos Cruz, business angel e managing partner da CCA, e colocará em cima da mesa o que é este tipo de empreendedorismo social, qual o seu objetivo e como é que tem evoluído em Portugal.

Na lista de oradores encontram-se Cristina Almeida (responsável pela Comunicação e Eventos da Maze), Inês Jardim Sequeira (diretora da Casa do Impacto), João Magalhães (diretor executivo da Academia de Código), Mariana Duarte Silva (diretora do Village Underground e responsável pelo projeto Acorde Maior) e Nuno Frazão (fundador da Social Innovation Sports).

A Startinnovation Team foi criada por este escritório em 2015 com o objetivo de acompanhar o nascimento e a evolução de empresas de agritech, biotech, fintech, IoT, mobilidade, turismo e lazer, bigdata, edtech, legaltech, inteligência artificial, e-commerce, etc. A equipa conta com reúne advogados especializados em private equity e venture capital, Corporate/M&A, Tecnologia, Media e Telecomunicações, Proteção de Dados e Propriedade Intelectual.

A entrada nesta sessão, no âmbito das Startinnovation Talks, é gratuita (sujeita aos lugares disponíveis).

Recomendadas

Suborno, corrupção e o retrato de Dorian Gray

No que à gestão diz respeito este não é um tema menor, alheio aos deveres de um gestor diligente, porque também na gestão deste risco “a sorte não existe. Aquilo a que chamas sorte é atenção aos detalhes”.

João Massano candidata-se a presidente do Conselho Regional de Lisboa da Ordem dos Advogados

O advogado vai apoiar e integrar a candidatura de António Jaime Martins a bastonário. “A valorização do advogado, individualmente, e da advocacia, no seu todo, promove-se através da formação e da partilha de experiências multidisciplinares, que trazem à classe uma atualização dos temas e das questões legais que estão na ordem do dia”, defende.

PremiumAurélia Sousa: “É esta era pós digital que pode permitir diferenciação no mercado”

A managing director da Accenture Technology explica como o “Poder Darq” é uma das tendências tecnológicas que as organizações devem considerar para serem bem-sucedidas.
Comentários