Startup de veículos elétricos angaria 1,2 mil milhões de euros em ronda de investimento

A Rivian foi fundada em 2009 e os seus planos consistem em lançar para o mercado carrinhas pick-up totalmente elétricas, já no fim do próximo ano.

A venda de veículos elétricos (VE) têm aumentado e consequentemente, com o sucesso destes veículos, a criação de empresas de construção destes carros continua a aumentar. A startup Rivian, precisamente de VE, anunciou que encerrou uma ronda de investimentos no valor de 1,3 mil milhões de dólares (1,17 mil milhões de euros), revela a ‘Reuters’.

Esta mesma ronda de investimento, que conseguiu um valor elevado, foi liderada pela empresa T. Rowe Price, sendo que entre os investidores se encontrava a Amazon e a Ford Motor Company. Também a empresa BlackRock Inc. entrou na quarta ronda de investimento da startup este ano.

Com o investimento angariado, a Rivian torna-se numa das empresas mais bem financiadas do setor de fabricação de veículos elétricos, onde a Tesla lidera. “Este investimento demonstra confiança na nossa equipa, produtos, tecnologia e estratégia”, assumiu R. J. Scaringe, chefe-executivo da startup.

A Rivian foi fundada em 2009 e os seus planos consistem em lançar para o mercado carrinhas pick-up totalmente elétricas, já no fim do próximo ano. Os dois modelos são construídos a partir de uma base geral projetada pela Rivian, que inclui motor elétrico, baterias e controlos, além de conseguir incorporar vários estilos de corpo.

Antes do anúncio, a startup de R. J. Scaringe já tinha levantado investimentos de 2,2 mil milhões de dólares (1,98 mil milhões de euros). Antes do investimento terminado na segunda-feira, a empresa estava avaliada entre cinco mil milhões e sete mil milhões de dólares (4,5 mil milhões e 6,3 mil milhões de euros), sendo que a nova avaliação ainda não é conhecida.

“A T. Rowe Price está entusiasmada em investir na Rivian à medida que avança na fronteira da inovação com as suas soluções de transporte sustentável atraentes, tanto para consumidores como para empresas”, afirmou o gestor de ações da T. Rowe Price.

Ler mais
Recomendadas

Estudo Basef Seguros escolhe Fidelidade

O Basef Seguros – Barómetro de Serviços Financeiros é um estudo de referência realizado há mais de 20 anos pela Marktest, que dá a conhecer o comportamento da população portuguesa em relação ao setor segurador.

Menos de metade das empresas de turismo investiram em inovação no último ano

“Com este estudo, tentámos perceber qual o patamar em que estão as empresas no que respeita à transformação digital e à inovação”, diz Francisco Calheiros.

Quatro sindicatos do setor financeiro juntam-se para criar o “Mais Sindicato”

De acordo com os estatutos, serão agendadas, num prazo de seis meses, eleições para os órgãos diretivos da futura estrutura sindical – Mais Sindicato.
Comentários