Startup Forall Phones faz parceria com os CTT

O acordo destina-se ao segmento empresarial, que passará a poder comprar e receber à porta iPhones, iPads e MacBooks a preços competitivos.

A startup portuguesa Forall Phones, que vende aparelhos eletrónicos seminovos, estabeleceu uma parceria com os CTT – Correios de Portugal para o segmento empresarial. Assim, as empresas que são clientes do operador postal passam a ter acesso a equipamentos recondicionados, entre os quais iPhones, iPads e MacBooks.

Os gestores comerciais dos CTT irão assegurar, juntamente com a Forall Phones, a venda dos equipamentos eletrónicos preços competitivos e o processo logístico de transporte e entrega.

Em comunicado, a empresa liderada por João Bento garante que pretende auxiliar os clientes a responder às suas (maiores) necessidades tecnológicas neste contexto de pandemia e apoiar a startup na sua estratégia de economia sustentável.

Fundada em 2016 por José Costa Rodrigues, a Forall Phones vende equipamentos usados recondicionados, com um desconto até 40% quando comparado com um produto novo. A empresa está particularmente focada nos telemóveis e tablets da Apple, bem como nos e acessórios (capas, películas e áudio) da marca.

Recomendadas

Vendas do dono do Minipreço cresceram 6,3% no segundo trimestre de 2020

As vendas comparáveis (‘like-for-like’) do grupo de distribuição que opera em Portugal, Espanha, Brasil e Argentina registou um aumento de 14,9% no período em análise face ao segundo trimestre de 2019, “com todos os mercados positivos pela primeira vez desde o 4º trimestre de 2016”.

Lucro da Deutsche Post DHL cresce 15% para 525 milhões de euros no segundo trimestre de 2020

A receita da DHL ascendeu aos 15,96 mil milhões de euros, o que representa um crescimento de 3,1% face a igual período de 2019. Já o lucro operacional melhorou 18,6%, para 912 milhões de euros, entre abril e junho.

CTT regista prejuízo de dois milhões de euros no primeiro semestre de 2020

Prejuízo foi justificado com a evolução negativa do lucro antes de juros e imposto de renda (EBIT), “parcialmente compensada pelo comportamento imposto sobre o rendimento do período”. Os rendimentos operacionais também decresceram, devido ao impacto da pandemia da Covid-19.
Comentários