Startup portuguesa MUB Cargo ultrapassa os 7 mil transportes

Incubada na Startup Braga, a plataforma digital liga empresas e pessoas que necessitam de transportar mercadorias.

O marco de 7 mil transportes conseguido em agosto pela startup portuguesa MUB Cargo representa a consolidação do crescimento que a empresa tem verificado desde o final de 2017 (e que atingiu os 60% em julho,  em termos nominais).

A MUB Cargo tem vindo a focar-se no setor empresarial, com soluções específicas para as pequenas e médias empresas (PME), tendo desenvolvido a solução MUB Urgente. Este é um serviço expresso dedicado com preços fixos que visa simplificar e agilizar o processo de contratação, permitindo programar a data e hora de recolha e entrega da carga com maior precisão.

Fundada em Braga e incubada na Startup Braga, a MUB Cargo opera no mercado português e espanhol, contando com 450 parceiros entre os quais os maiores agentes logísticos a operar nos dois países.

Pedro Vilas-Boas, CEO da MUB Cargo, afirma: «Temos já um número considerável de empresas que trabalham connosco diariamente, pois veem na MUB um apoio fundamental para alavancar o seu negócio. Com a nossa oferta, através dos parceiros de transporte de confiança MUB cargo, conseguimos oferecer ao mercado soluções desde o envio de cartas até às cargas completas, oferecendo também serviços de grupagens e dedicados de e para toda a Europa, conseguindo assim apoiar as PME».

PCGuia
Recomendadas

PremiumJorge Lopes Costa: “O único recurso capaz de inovar são as pessoas”

Universidade Católica lança formação avançada em empreendedorismo corporativo. Inscrições já estão abertas.

Filipe Almeida: “Filantropia está a evoluir de clássica para estratégica, orientada para projetos inovadores”

O presidente da iniciativa Portugal Inovação Social acredita que, num futuro próximo, só os negócios e as empresas que alinhem estrategicamente o seu propósito económico com o seu impacto social e ambiental serão sustentáveis.

Nestlé investe 1,9 mil milhões de euros na reciclagem de plásticos e cria fundo para startups

A multinacional suíça vai investigar, através do seu Instituto de Ciências da Embalagem, novos materiais, sistemas de recarga e soluções de reciclagem. Para os “empreendedores das embalagens” há mais 233 milhões de euros.
Comentários