Startup Wegho vai contratar em Lisboa e no Porto

A startup, lançada apenas há um ano, conta com 20 colaboradores na rede de serviços e para cima de 3000 utilizadores registados.

A Wegho, plataforma que junta toda a gestão doméstica numa só app ou site, vai contratar 50 funcionários até ao final do ano para responder ao crescimento do negócio.

“Estamos à procura de mais colaboradores para poder continuar o crescimento que temos tido. Neste momento, estamos a recrutar na área da limpeza e qualquer pessoa pode candidatar-se: com ou sem experiência, à procura de contrato part-time ou full-time.” afirma Carlos Magalhães, CEO e cofundador da startup.

Lançada em julho de 2017, no UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto, a Wegho expandiu-se recentemente para Lisboa. Um ano depois, conta, já, com cerca de 20 colaboradores na rede de serviços, para cima de 3000 utilizadores registados e realiza aproximadamente 500 serviços por mês – como por exemplo limpeza de escritórios, jardinagem e até sessões de personal training.

A plataforma disponível em iOS e Android expandiu recentemente a área de negócio para Lisboa e já está a recrutar mais funcionários para a capital.

Recomendadas

Startup portuguesa Sword Health fecha financiamento de 7 milhões de euros

A ronda de investimento de série A foi liderada pela Khosla Ventures e apoiada por outros ‘business angels’ , contando ainda com a participação dos atuais investidores.

Startups da ourivesaria têm a vida facilitada com nova “oficina co-work”

A Associação Nacional de Jovens Empresários e a Câmara de Gondomar uniram-se para facilitar o acesso dos ourives empreendedores a instrumentos para começarem o negócio. “Há vários jovens e ideias frescas prontos para por mãos à obra, precisam apenas de um apoio inicial. O investimento para entrar no setor é muito elevado, a aquisição das ferramentas mais básicas rondará os 50 mil euros”, diz ao Jornal Económico Francisco Mendes, diretor da ANJE.

Nabeiro convida startups a desenvolverem pilotos para as empresas do grupo

Desenvolvido pelo centro de inovação interno, em parceria com a consultora iMatch, o programa desafia pequenas empresas a apresentar soluções de produto, sustentabilidade e interação com o consumidor. “O grupo irá, mediante análise de cada uma, assegurar o financiamento necessário para o desenvolvimento e implementação dos respetivos pilotos”, refere Rui Miguel Nabeiro ao Jornal Económico.
Comentários