Super Bock Group reduz uso de garrafas de plástico em cinco mil toneladas nos últimos 10 anos

A empresa assegura que, adicionalmente, só na unidade em Castelo de Vide, no mesmo período de tempo, conseguiu uma redução de 25% no consumo total de energia e de 20% no consumo de água.

O Super Bock Group conseguiu nos últimos dez anos uma redução em 25% da utilização de embalagens da plástico (garrafas, principalmente) de águas lisas (PET) na produção da Vitalis, empresa de águas do grupo.

Esta redução equivale a uma diminuição de cinco mil toneladas utilizadas deste tipo de plástico (PET) nos últimos dez anos, de acordo com informações prestadas ao Jornal Económico por Miguel Araújo, diretor de comunicação e relações institucionais do Super Bock Group.

Além disso, só na unidade em Castelo de Vide, a empresa assegura que, no mesmo período de tempo, conseguiu uma redução de 25% no consumo total de energia e de 20% no consumo de água.

Para avaliar no terreno a ecoeficiência da unidade de captação e enchimento de águas da Vitalis, em Castelo de Vide, João Galamba, secretário de Estado da Energia, visitou estas instalações na passada quinta-feira, dia 4 de julho, num evento que contou ainda com a presença do presidente da Câmara Municipal de Castelo de Vide, António Pita.

“Esta unidade é uma das mais eficientes e competitivas do país, fruto da estratégia de sustentabilidade do Super Bock Group. No negócio das águas engarrafadas, a empresa tem como prioridades a preservação da água mineral desde que é captada até que chega ao consumidor e o desenvolvimento sustentável da categoria em Portugal”, destaca um comunicado da empresa.

O mesmo documento acrescenta que, “por ser um dos principais operadores no mercado nacional das bebidas refrescantes, o Super Bock Group está ciente do impacto da sua atividade e da importância da embalagem em termos da sustentabilidade do setor e da empresa, e também do que significa para a sociedade”.

“Neste sentido, assume o compromisso de diminuir gradualmente o uso de plástico nas suas embalagens, com a consequente redução das quantidades que são enviadas para reciclagem, o que representa claros benefícios ambientais e económicos. É em contexto colaborativo e de interdependência, bem como em alinhamento com as diretrizes europeias e as políticas públicas nacionais que o Super Bock Group tem otimizado o consumo deste material e procura identificar, de forma contínua, novas soluções que combinam o respeito pelo ambiente com o desenvolvimento da economia circular”, adianta o referido comunicado.

De acordo com estas informações, “é neste centro de produção em Castelo de Vide que decorre o investimento contínuo por parte do Super Bock Group no desenvolvimento e na otimização de embalagens mais amigas do ambiente e de novos ‘designs’, em parceria com a Logoplaste”.

“Esta colaboração tem possibilitado criar embalagens PET mais leves. Em termos globais, o Super Bock Group já conseguiu reduzir em 25% do peso das embalagens de águas lisas PET, nos últimos dez anos. Por outro lado, a parceria tem permitido desenvolver embalagens com incorporação de PET reciclável, o que tem acontecido de forma progressiva, situando-se no último ano e meio nos 20%, com previsão de crescimento para 30% no último trimestre de 2019”, garante a empresa de bebidas.

“Para além deste investimento em inovação e tecnologia para a otimização das embalagens PET, o Super Bock Group também colabora com as entidades do setor para dar resposta à nova estratégia europeia sobre o plástico e inverter as estatísticas da reciclagem em Portugal. Uma das iniciativas em curso, da qual o Super Bock Group é parceiro, é a implementação de um Sistema de Devolução e Depósito na Grande Distribuição, estando previsto arrancar um projeto piloto ainda em 2019”, revela o grupo.

Segundo o Super Bock Grupo, “o centro de produção e engarrafamento da água Vitalis em Castelo de Vide assegura 48 postos de trabalho diretos e está equipado com quatro linhas de enchimento para uma média diária de 160 mil litros”, dispondo de “certificação no âmbito da qualidade, segurança alimentar, ambiente, e segurança e saúde no trabalho, assegurando os mais elevados níveis de exigência”.

A Vitalis é uma água mineral 100% natural, proveniente de um ambiente protegido com captações no Parque Natural da Serra de São Mamede.

Além das águas – o grupo também comercializa a Pedras (com gás) – o Super Bock Group tem nas cervejas outro dos seus ‘core business’.

 

 

Ler mais
Recomendadas

Quase 40% das empresas de restauração e bebidas ponderam pedir insolvência

“A esmagadora maioria refere que não irá conseguir suportar os encargos habituais, como pessoal, energia, fornecedores e outros”, alerta a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal.

Bimbo Donuts vai “contestar vigorosamente” acusação da AdC sobre concertação de preços

“A Bimbo Donuts entende que a acusação formulada não tem fundamento vai contestar vigorosamente a mesma, colocando-se em simultâneo ao dispor da Autoridade da Concorrência Portuguesa para prestar todos os esclarecimentos necessários”, adianta a empresa.

Vinhos verdes prometem contra-atacar primeira queda nas exportações desde 2004

“Nós aumentámos todos os anos as exportações, desde 2004 até 2019. Este será o primeiro ano em que, de certeza, interromperemos esse ciclo fantástico de crescimento”, afirmou o presidente da comissão de viticultura.
Comentários