Supervisão do Montepio travou negócio suspeito de 93 milhões de euros

Em causa está a criação de uma sociedade veículo, a Vogais Dinâmicas, para adquirir uma participação de 19% da Caixa Económica na Almina SGPS, SA.

O Conselho de Supervisão da Caixa Económica Montepio Geral (CEMG) impediu um negócio que o banco estaria prestes a concluir que passava pela criação de uma sociedade veículo, a Vogais Dinâmicas SA, que iria ficar responsável pela aquisição de 19% da sociedade Almina SGPS, SA (o equivalente a cerca de 93 milhões de euros).

A notícia foi avançada esta segunda-feira pelo “Diário de Notícias” e indica que a consultora KPMG, revisor oficial de contas do Montepio, e o Conselho de Supervisão da entidade bancária questionaram-se sobre a operação e impediram a sua continuação.

Ao que o jornal apurou, o objetivo seria comprar 19% da Almina SGPS, detidos pelo Montepio, através da Vogais Dinâmicas. A operação, financiada pelo banco, aconteceria depois da reestruturação financeira do grupo Martifer, envolveria 93 milhões de euros e chegou a ser concretizada, segundo um relatório do Departamento de Riscos Globais/Direção de Risco da CEMG consultado pelo DN.

A Vogais Dinâmicas, criada no dia 29 de setembro do ano passado, chegou ainda a ser considerada empresa participada Relatório e Contas da CEMG do terceiro trimestre de 2016.

Carlos Martins, um dos proprietários da Martifer, confirmou ao DN que o negócio foi estudado e que não prosseguiu, acrescentando que “neste momento, a I’M Mining [ex-Almina SGPS] é do grupo Martifer e o Montepio mantém os 19%”. Quanto ao CEMG, optou por não fazer comentários a operações comerciais mas assegurou que o lucro do banco nada teve que ver com o negócio em questão.

Recomendadas

Banco Mundial alerta para falta de fundos para os mais pobres

Para David Malpass, o efeito devastador da pandemia na economia mundial é muito superior aos 5 biliões de dólares de riqueza destruída apontados numa primeira estimativa de danos.

Deutsche Bank emite o seu primeiro ‘green bond’

A obrigação verde, de 500 milhões de euros, a seis anos tem um cupão de 1,375%. O banco alemão planeia alocar 200 mil milhões de euros em investimentos sustentáveis ​​até 2025.

Millennium bcp e ActivoBank disponibilizam Apple Pay aos clientes

Os cartões BCP estreiam-se nesta aplicação e acabam com a “exclusividade” do Crédito Agrícola. Os clientes do Millennium passam a poder adicionar os seus cartões ao serviço de pagamentos digitais da Apple, que já vem integrado nos iPhone mais recentes.
Comentários