“Talent Portugal” pretende captar talentos para o nosso país

A plataforma “Talent Portugal” é lançada hoje e tem como objetivo atrair talentos para trabalharem em território nacional, sobretudo em empresas tecnológicas e centros de serviços globais.

Cristina Bernardo

O projeto tem como finalidade detetar oportunidades de emprego para profissionais e para jovens licenciados – portugueses e estrangeiros – em empresas tecnológicas e centros de serviços globais instalados em Portugal.

A comunidade “Talent Portugal”, indica que é a única a agregar toda a informação que os candidatos desejam saber, pretende combater esta realidade, dando a conhecer as ofertas de insígnias como, por exemplo, a Webhelp, que pretende empregar 650 colaboradores nos próximos dois anos. Também Sonae, Adidas, Yazaki, Blip, Altran, IT Sector, Gfi, Creative Systems, Concentrix, Infineon, Outsystem, Critical Software, Sitel e Linde estarão a recrutar na plataforma.

Os candidatos acedem gratuitamente ao portal, podem escolher a empresa que mais os atrai, e direcionar o envio do currículo. Um dos fatores mais diferenciadores da plataforma é a possibilidade de os candidatos conhecerem profundamente a oferta do empregador, acedendo a toda a informação, que está, neste caso, agregada num único local.

Hoje, e para assinalar o lançamento oficial do projeto, a Talent Portugal promove um Think Tank, um encontro tertúlia de networking e partilha de experiências entre empresas, universidades e estudantes.

Uma das primeiras iniciativas da comunidade irá realizar-se, a 25 de novembro, no Porto. Trata-se da International Job Fair, uma feira de emprego que se assume como uma oportunidade de encontro ímpar entre estudantes e empresas globais localizadas em Portugal e que tem como objetivo atrair recursos qualificados para empresas fortemente recrutadoras a operar no mercado internacional. A iniciativa conta com o apoio da Câmara Municipal do Porto, da Erasmus Student Network do Porto, do Alto Comissariado para as Migrações e do TICE (Pólo das Tecnologias de Informação, Comunicação e Electrónica).

Recomendadas

Startups portuguesas premiadas em evento da InnoEnergy

Pro-Drone e BeOn ficaram no primeiro e segundo lugar, respetivamente do “Pitching Contest” no evento “The Business Booster” realizado na Dinamarca, em Copenhaga.

Conselho Europeu de Inovação premeia sete entidades em Portugal

Nesta primeira ronda de financiamento, o FET Open recebeu 375 propostas e atribuiu financiamento a 236 beneficiários de 23 países europeus.

Ativos da InnoEnergy vão poupar mais de 800 milhões de euros em custos de energia

O relatório de impacto inaugural da empresa, divulgado na conferência de imprensa do “The Business Booster”, que decorre em Copenhaga, na Dinamarca, mostra ainda que estes ativos vão reduzir as emissões de carbono num total de 5,5 milhões de toneladas em 25 anos, o equivalente a remover 47 mil carros da estrada. O evento dedicado às inovações no setor da energia contou com a presença de nove startups portuguesas.
Comentários