TAP estende medidas excecionais até 30 de junho

Como já era esperado, a transportadora aérea nacional vai manter a redução da sua operação, dado o quadro geral em que está a laborar e as fracas expectativas de negócio que tem pela frente.

Getty Images

O conselho de administração da TAP “decidiu prorrogar a aplicação das medidas excecionais e temporárias de suspensão da prestação de trabalho e de redução do período normal de trabalho até 30 de junho de 2020”, refere a transportadora aérea nacional em comunicado enc«viado à CMV.

A decisão foi tomada no contexto de suspensão quase total das operações da TAP e da manutenção das condições “que inicialmente motivaram o recurso ao programa disponibilizado pelo Governo português de apoio à recuperação socioeconómica do país e das empresas, constante do Decreto-Lei nº 10-G/2020, de 26 de março”.

Considerando a evolução das restrições à mobilidade das pessoas, a cada momento definidas pelas autoridades governamentais dos países onde a TAP opera, bem como dos sinais de procura, “a operação da TAP para o mês de julho permanece reduzida, pelo que se verifica que as condições que motivaram a adesão e a subsequente prorrogação das medidas excecionais e temporárias não se alteraram significativamente”.

Neste contexto, “o conselho de administração da TAP entendeu prorrogar a aplicação das medidas de suspensão temporária da prestação de trabalho e de redução do período normal de trabalho por um período suplementar de 30 dias, até 31 de julho de 2020, de acordo com a prorrogação excecional fixada nos termos do DecretoLei n.º 27-B/2020, de 19 de junho”.

Estas medidas específicas somam-se às já anunciadas iniciativas de controle e de redução de custos, “incluindo a suspensão ou adiamento de investimentos não críticos, renegociação de contratos e prazos de pagamento, corte de despesas acessórias, suspensão de contratações de novos trabalhadores e de progressões e a implementação de programas de licenças sem vencimento temporárias, as quais continuam a ser implementadas”, conclui o comunicado.

Recomendadas

Estabelecimentos na zona de Santos vão encerrar três horas mais cedo

Os empresários da zona de Santos, em Lisboa, vão encerrar os estabelecimentos às 23 horas, entre quinta-feira e domingo, de modo a controlar os ajuntamentos noturnos, informou esta quarta-feira à Lusa o presidente a Junta de Freguesia da Estrela.

Empresários esperam que Governo “finalmente” reabra discotecas (com áudio)

A Associação de Discotecas Nacional (ADN) espera que esta quinta-feira seja o dia “D de decisões e o D de discotecas finalmente abertas”.

TAP já está de olhos postos nos voos para o Brasil, EUA e Canadá para o próximo inverno (com áudio)

A companhia prevê 941 voos por semana durante o período entre outubro e março, mais 91 face à oferta atual.
Comentários