TAP: Governo diz que está a ser avaliada hipótese da companhia aérea fazer “outro tipo de rotas”

O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, explica que a possibilidade ganhou força devido às alterações no mercado provocadas pela pandemia da Covid-19 e ao aumento da frota da empresa que está “inativa”.

TAP Portugal

O Governo revelou esta terça-feira que o Turismo de Portugal está a avaliar, juntamente com a TAP, a possibilidade de a companhia aérea fazer “outro tipo de rotas”. O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, explica que a possibilidade ganhou força devido às alterações no mercado provocadas pela pandemia da Covid-19 e ao aumento da frota da empresa que está “inativa”.

“O que temos de diálogo com a empresa é que havendo menos atividade e frota que está inativa, poder eventualmente ser possível utilizar parte da capacidade da TAP para servir alguns destinos que, normalmente, a TAP não serviria em função da lógica da sua rede”, adiantou o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, em audição na comissão parlamentar de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação.

O governante disse ainda: “Neste momento, como o mercado está circunstancialmente alterado, julgo que há uma razão para que a TAP possa fazer outro tipo de rotas e de operações aproveitando a sua capacidade, mas isso é uma discussão que tem de se ter com a empresa e que o Turismo de Portugal está a fazer”.

O anúncio surge depois de, na passada quinta-feira, o Governo ter chegado a acordo com os acionistas privados da TAP, passando a deter 72,5% do capital da companhia aérea, por 55 milhões de euros. O Estado aumenta, assim, a participação na TAP dos atuais 50% para 72,5%.

Pedro Siza Vieira referiu ainda que a TAP é “uma das grandes empresas que arrasta valor em todo o tecido económico nacional” e “que permitiu atrair investimento estrangeiro de excelência no setor aeronáutico”. “É uma empresas exportadora”, enfatizou, acrescentando que “existe agora um maior consenso nacional sobre a necessidade de acautelarmos interesses estratégicos para o país”.

Relacionadas

Chega quer saber se a Comissão Europeia fez exigências para viabilizar intervenção na TAP

Pergunta de André Ventura a Pedro Nuno Santos insta responsável pela tutela a dizer quando é que o modelo de negócio e o plano de reestruturação da transportadora aérea serão apresentados à Assembleia da República.

Marques Mendes: 1,2 mil milhões “não vão chegar” para a TAP

O comentador político espera que o Governo opte por fazer uma auditoria financeira à companhia área. E está convencido que os 1,2 mil milhões de euros a injetar não vão ser suficientes.

Jerónimo quer gestão privada fora da TAP

Jerónimo de Sousa, que falava num comício no Porto, acusou ainda o Presidente da República de “branquear o PSD” e a “política de direita”.
Recomendadas

Reino Unido regista oito mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

O Reino Unido registou oito mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, em comparação com 55 do período anterior, elevando para um total de 46.574 as mortes devido à doença desde o início da pandemia, anunciou hoje o governo britânico.

Covid-19: Itália regista 463 novos casos e dois óbitos nas últimas 24 horas

Itália registou nas últimas 24 horas 463 novos casos de covid-19, e mais duas mortes associadas à doença, um dos números mais baixos de toda a crise pandémica, indicou hoje o Ministério da Saúde italiano.

Covid-19: Mais de 727 mil mortos e 19,6 milhões de infetados em todo o mundo

A pandemia do novo coronavírus causou pelo menos 727.288 mortos em todo o mundo desde o aparecimento da doença na China em dezembro, segundo o balanço hoje às 11:00 TMG (12:00 em Lisboa) da agência France-Presse.
Comentários