PremiumTAP não renova contratos a prazo a mais 300 trabalhadores

Já saíram 600 trabalhadores da TAP com contratos a prazo e está prevista saída de mais 300 funciomários do Grupo ao longo dos próximos meses.

Desde que começou a pandemia, a TAP não está a renovar contratos a prazo. No final deste mês a companhia aérea já terá menos 600 trabalhadores do que no final de 2019. E nos próximos meses está prevista a não renovação de mais 300 contratos. A redução de 900 postos de trabalho poderá ser superior devido ao plano de reestruturação exigido por Bruxelas, que está a ser desenhado e pode obrigar à redução de rotas e da frota, tendo como consequência despedimentos na empresa que emprega cerca de dez mil trabalhadores, revelou ao Jornal Económico fonte próxima ao processo.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Alphabet com lucros de 11,25 mil milhões de dólares num terceiro trimestre em que receitas voltaram a crescer

Vindos do primeiro trimestre com uma diminuição de receitas na história da companhia, a empresa-mãe da Google volta agora em força, em parte empurrada pelas verbas associadas à publicidade.

Facebook aumenta lucro no terceiro trimestre impulsionado pela publicidade

A rede social também revela que conseguiu diminuir para metade as despesas relacionadas com “geral e administração”, em grande parte devido ao encerramento de escritórios um pouco por todo o mundo, acompanhando a tendência do teletrabalho.

Amazon com lucros 6,3 mil milhões de dólares, acima das previsões dos analistas

A empresa do homem mais rico do mundo conseguiu lucros e receitas acima das projeções dos analistas, sendo que, para o último trimestre do ano, a empresa antecipa resultados ainda mais fortes, naquela que é uma das maiores ganhadoras na pandemia.
Comentários