Taxa de juro no crédito à habitação cresceu 0,9% em agosto

Este aumento é superior em 1,7 pontos base (p.b.) ao registado no mês anterior. Já a prestação média manteve-se em 226 euros, enquanto o capital médio em dívida teve um crescimento de 114 euros, fixando-se agora nos 54.317 euros.

A taxa de juro nos contratos de crédito à habitação registou um crescimento de 0,967% em agosto, face a0s ,950% do mês anterior, de acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta segunda-feira, 21 de setembro.

Este aumento é superior em 1,7 pontos base (p.b.) ao registado no mês anterior. Já a prestação média manteve-se em 226 euros, enquanto o capital médio em dívida teve um crescimento de 114 euros, fixando-se agora nos 54.317 euros.

Quanto ao financiamento para a compra de habitação, a taxa de juro subiu para 0,983% (+1,7 p.b. face a julho). Nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro para este destino de financiamento fixou-se em 0,994%.

Dos 226 euros do valor médio da prestação, 44 euros (19%) correspondem ao pagamento de juros e 182 euros (81%) a capital amortizado. Nos contratos celebrados nos últimos três meses, o valor médio da prestação desceu um euro, para os 285 euros.

No que diz respeito aos contratos celebrados nos últimos três meses, o montante médio do capital em dívida foi de 107.928 euros, menos 1.314 euros do que o verificado em julho.

Recomendadas

Das telecomunicações aos créditos: Saiba como pode poupar dinheiro

Nos dias que corre é fundamental atacar todas as fontes de desperdício. Usar o seu dinheiro com critério e ponderação. Aproveite para cortar as suas despesas, passo fundamental para aumentar as suas poupanças e a sua segurança financeira.

O que fazer às minhas poupanças em tempo de crise

O pânico afetou os mercados com quedas generalizadas nas várias classes de ativos. É possível que as suas poupanças tenham também sofrido uma grande desvalorização. Neste contexto é natural que se pergunte o que fazer às suas poupanças. Neste artigo vamos deixar-lhe alguns pontos para a sua reflexão.

“Perca a vergonha de negociar”. Como poupar dinheiro com os seus seguros

Os seguros são um produto maldito para muitas famílias já que existe uma enorme desconfiança nesta relação contratual. Ter uma carteira de seguros adequada às suas necessidades, é meio caminho para ter uma vida financeira com maior segurança. Siga as dicas de João Raposo, fundador e administrador do Grupo Reorganiza na semana em que se comemora o Dia Mundial da Poupança.
Comentários