Técnico do IGFEJ detido usou passwords alheias para apagar rasto

Técnico informático do IGFEJ, que se encontra em prisão preventiva, utilizou as credencias de procuradora para aceder ao caso dos e-mails.

Na operação “e-toupeira”, uma das suspeitas que se encontra em investigação é a utilização de credenciais alheias para aceder ao sistema Citius e, desta forma, recolher informação relacionada com processos. Foi o caso do funcionário do Instituto de Gestão Financeira e Equipamento da Justiça (IGFEJ), detido preventivamente, que usaria palavras-passe de colegas para entrar nos computadores e na plataforma do sistema de justiça Citius, acedendo, então, a processos que envolvem o Sport Lisboa e Benfica. As autoridades acreditam que este procedimento de José Augusto Silva tinha como objetivo camuflar o seu rasto no acesso ao sistema.

Artigo publicado na edição semanal do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Recomendadas

De Bruno a João. Portugueses dominam maiores valorizações do CIES em novembro

Um em cada três jogadores que mais valorizaram o valor do seu passe futebolístico em novembro é português, de acordo com o CIES – Observatório do Futebol. Saiba quanto valorizaram os cinco jogadores portugueses presentes no Top 15.

Adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio vai custar 1,6 mil milhões de euros

De acordo com o jornal japonês “Yomiuri”, a estimativa inclui o custo de pessoal vinculado ao adiamento e à introdução de novos sistemas de reembolso de bilhetes, mas não estão incluídas medidas contra a disseminação do novo coronavírus.

Mediapro expande modelo de eSports para Portugal

O grupo Mediapro ficará a cargo da produção da eLiga Portugal – competição oficial de Fifa 21, organizada pela Liga Portugal sob a supervisão da Electronic Arts (EA), empresa que produz o videojogo. A eLiga Portugal conta com a participação de 17 das 18 equipas que integram a a primeira divisão portuguesa do futebol (Liga NOS).
Comentários