Tecnologia agrícola é a chave para reduzir a pobreza, diz o Banco Mundial

“Tal vai permitir aos agricultores aumentar o rendimento das culturas, gerir inputs com mais eficiência, adotar novas culturas e sistemas de produção, melhorar a qualidade da produção, conservar recursos naturais e adaptarem-se às mudanças climáticas.”

Um novo relatório do Banco Mundial diz que os países em desenvolvimento precisam de apostar mais na inovação agrícola de forma a conseguirem reduzir a pobreza, enfrentar as alterações climáticas e alcançar as metas de produção alimentar.

Mais de 80% das pessoas muito pobres em todo o mundo moram em áreas rurais; dessas, a maioria trabalha em agricultura. Assim, o aumento da produtividade agrícola é essencial para a redução da pobreza – tem cerca do dobro do impacto da aposta em produção industrial, assegura o Banco Mundial.

Pode continuar a ler o artigo de opinião de Sara Sousa, marketeer na Agroop aqui.

Recomendadas

Estudo revela que poluição do tráfego marítimo pode vir a aumentar

A coordenadora do estudo garante tratar-se de um “cenário preocupante” que é urgente combater: “É muito importante colocar no terreno as medidas propostas pela investigação, algumas promovidas pela própria regulação europeia, sobretudo face ao contínuo e esperado aumento do tráfego marítimo”.

Inscrições para o Portugal Exportador já estão abertas

O maior evento de internacionalização realizado em Portugal é organizado pela Fundação AIP, em parceria com o Novo Banco e Aicep Portugal Global, e dirige-se às pequenas e médias empresas (PME) que estão a dar os primeiros passos no processo de internacionalização e que querem explorar e diversificar novos mercados de exportação.

Maria do Céu Albuquerque. Quem é a nova ministra da Agricultura?

Nunca desenvolveu antes qualquer atividade no setor agrícola, nem em termos produtivos, nem políticos. É a mulher que vai negociar a Política Agrícola (PAC) pós-2020.
Comentários