Tecnologia: Salário cada vez mais equilibrado entre homens e mulheres

A Web Summit divulgou os resultados de um questionário sobre a diferença de género na tecnologia e o desenvolvimento salarial. Cerca de 32% não concorda que exista equilíbrio entre o número de colaboradores dos dois géneros no local de trabalho.

Harry Murphy/Web Summit

Com a mega-cimeira tecnológica a decorrer em Lisboa durante esta semana, as atenções estão focadas em diversos aspetos, sendo um deles o empreendedorismo feminino em empresas tecnológicas, como é o exemplo da portuguesa Daniela Braga, CEO e fundadora da empresa DefinedCrowd, que pisou o palco central da Web Summit.

No entanto, como em todos os setores, um dos focos situa-se também na igualdade salarial, uma vez que as mulheres também recebem menos que os homens ao desempenharem as mesmas funções. Ainda assim, existem alguns sinais de que esta situação está a mudar, elevando as expectativas para positivas.

Os organizadores da Web Summit divulgaram esta quarta-feira, 6 de novembro, que corresponde ao terceiro dia de evento, os resultados de um questionário sobre a diferença de género na tecnologia e o desenvolvimento salarial. Cerca de 42% dos inquiridos defendem que a diferença entre géneros tem sido cada vez mais equilibrada, enquanto 32% não concorda que exista equilíbrio entre o número de colaboradores dos dois géneros no local de trabalho.

No que respeita ao salário, 46% sustenta que recebe o mesmo que os seus colegas do género masculino, sendo que 32% afirma que isso não acontece. Este é um aumento tendo em consideração que no ano passado apenas 37% garantiam receber o mesmo que os seus colegas homens.

“As pessoas estão a lutar cada vez mais no que toca à desigualdade de género, por isso é altura de apontar para melhor”, sustenta. Assim, o estudo concluiu que a maioria das mulheres se sente respeitada, confiante e empoderada nos cargos que desenvolvem.

Recomendadas

Javier Tebas: “Receitas televisivas? 42% do valor vem de fora de Espanha”

O presidente da Liga espanhola, Javier Tebas, falou ao Jornal Económico sobre o processo de digitalização ao qual foi sujeita a La Liga. Este dirigente explicou ao JE como a La Liga se tornou um campeonato global com quase metade das receitas televisivas a virem de fora de Espanha.

Startups brasileiras apostam na transformação de lixo e combate ao desperdício de água

A transformação de lixo e materiais em biocombustível e o combate ao desperdício de água e foram algumas das soluções apresentadas pela BNPetro e Piipee, que marcaram presença na cimeira tecnológica Web Summit, que se realizou na semana passada, em Lisboa.

Paddy Cosgrave: “Estamos a analisar a possibilidade de criar um evento em África”

A quarta edição da Web Summit em Lisboa superou a anterior, mas o seu fundador vai rever algumas coisas no início de 2020 e admite que a sua equipa já está a estudar um novo evento internacional.
Comentários