Tecnológica Didimo recebe investimento de 1 milhão de euros

A startup do Porto, que se dedica a criar “humanos digitais”, recebeu em dezembro um financiamento de mais de 6 milhões de euros. A nova ronda teve por trás a Armilar Venture Partners, a Bright Pixel e a PME Investimentos.

Em menos de um ano, a startup portuguesa Didimo recebeu mais de 7 milhões de euros de investimento. A tecnológica do Porto, que se dedica ao desenvolvimento de humanos digitais para empresas consumidores, anunciou esta terça-feira que levantou 1 milhão de euros, que se vêm juntar ao montante arrecadado em dezembro de 2019 (superior a 6 milhões de euros)

A nova ronda de financiamento foi liderada pela sociedade de capital de risco Armilar Venture Partners (por via do Tech Transfer Fund), tendo contado também com a participação da Bright Pixel e da PME Investimentos, em colaboração com o fundo de coinvestimento 200M.

A empresa fundada por Verónica Orvalho, cuja tecnologia permite que as pessoas criem um “gémeo digital” com maior autenticidade, pretende despender o capital levantado no desenvolvimento de produto e no crescimento da equipa – prevê-se o recrutamento de, pelo menos, mais oito pessoas.

“Voltar a atrair capital representa um enorme incentivo para a equipa e prova que a nossa missão de derrubar as barreiras entre os mundos físico e digital é relevante para o mercado. Vamos continuar a trabalhar para devolver a humanidade às interações digitais”, afirma a CEO, em comunicado.

Nascida em 2016, a Didimo – que em grego significa “gémeo” – tem hoje 27 colaboradores distribuídos pelos escritórios da cidade Invicta, de Vancouver e de Delaware (anteriormente tinha também em Londres) e trabalha com multinacionais como a Sony, Amazon, CeekVR ou Farfetch. A startup prepara-se agora para lançar nova versão da sua plataforma e da aplicação para sistemas operativos iOS e Android no mercado.

“Tendo em conta a digitalização da economia e a importância de garantir uma excelente experiência aos utilizadores, vemos uma grande oportunidade para a tecnologia da Didimo ser relevante em setores como o retalho e o gaming”, refere Marco Fernandes, presidente do conselho de administração da PME Investimentos.

Ler mais
Recomendadas

Agência Espacial Europeia tem 125 mil euros para apoiar projetos portugueses

As empresas e institutos de investigação portugueses interessados em transferir tecnologia espacial para criar novos produtos ao serviço da Terra já podem inscrever-se no programa “Spark 4 Business 2021”.

Guy Villax, CEO da farmacêutica Hovione, venceu o prémio EY Entrepreneur of the Year

O CEO da Hovione representará Portugal no EY World Entrepreneur of the Year, a ter lugar em junho próximo. Para Guy Villax, as empresas precisam de saber reinventar-se: “Uma empresa se é estática, morre. Tem de estar constantemente a ver as oportunidades, constantemente a ver o que é que tem de fazer para estar à frente da concorrência, e a inovação é central”.

Efacec promove ‘crowdsourcing’ para empreendedores

As propostas serão avaliadas por uma equipa multidisciplinar da empresa e as propostas escolhidas terão acesso a uma parceria a longo prazo, validação da solução, oportunidade de negócio sustentável e à experimentação, exposição e expansão junto da Efacec.
Comentários