Tecnológicas bateram estimativas no 3º trimestre

Apesar da perda de utilizadores nos EUA por parte do Facebook e da queda de 20% na venda de iPhones por parte da Apple, terceiro trimestre foi positivo para os gigantes tecnológicos.

Google, Facebook, Amazon e Apple bateram as estimativas dos analistas na apresentação de resultados do terceiro trimestre do ano, com dados que animaram os investidores em Wall Street e que poderão atenuar outros fatores menos positivos e que estão e ensombrar as negociações do outro lado do Atlântico.

Do lado da Apple, as vendas do iPhone caíram 20% neste exercício fiscal mas os resultados financeiros (cujo fecho foi registado a 26 de setembro deste ano) revelaram uma receita recorde no trimestre no valor de 64,7 mil milhões de dólares. Quanto aos lucros, a Apple fechou este exercício fiscal com um crescimento de 3,9% nos lucros para 57,4 mil milhões de dólares.

Quanto à Alphabet, a empresa que controla a Google, também superou todas as expetativas, registando um crescimento de vendas e receitas de 14%. Bem acima das melhores perspetivas, a Alphabet apresentou receitas de 46,17 mil milhões de dólares no terceiro trimestre (julho a setembro) e, no mesmo período, voltou a registar um crescimento das vendas, num ano que começou tímido com as transações a serem afetadas pela pandemia da Covid-19. As empresas terão retomado a publicidade através da Google e esse pode ser um bom indicador para a retoma da atividade empresarial. A Alphabet teve um lucro de 11,25  mil milhões de dólares no 3º trimestre, uma subida de 59% em relação ao resultado de 7,068 mil milhões de dólares obtido em igual período do ano passado.

O Facebook, a rede social gerida por Mark Zuckerberg revelou esta semana que houve perda de utilizadores nos EUA, apesar de uma subida neste indicador a nível global. O Facebook melhorou lucros e receitas neste trimestre, tendo arrecadado 21.470 milhões de dólares no terceiro trimestre de 2020. De acordo com os resultados publicados nesta quinta-feira após o fecho de Wall Street, os utilizadores ativos do Facebook em todo o mundo aumentaram para 2.740 milhões por mês. Entre julho e setembro, a empresa de Mark Zuckerberg registou  um lucro por ação de 2,71 dólares. O Facebook teve um lucro de 7,84 mil milhões de dólares no 3º trimestre, uma subida de 29% face ao período homólogo. Já a Amazon triplicou o seu lucro no terceiro trimestre para 6,3 mil milhões de dólares face ao mesmo período do ano passado., mas antecipa 4 mil milhões de dólares de custos associados ao coronavírus.

A Amazon superou as previsões de consenso ao reportar um lucro por ação (EPS) de 12,37 dólares no terceiro trimestre, bem acima dos 7,41 dólares previstos. A receita de 96,150 mil milhões de dólares ficou acima dos 92,70 mil milhões previstos.

Recomendadas

EDP conclui venda à Total de duas centrais a gás e carteira comercial em Espanha

A EDP concluiu esta terça-feira a venda de um portefólio de ativos térmicos e clientes de comercialização de energia em Espanha à Total por um enterprise value de 480 milhões de euros.
Debenhams

Mais de dois séculos depois, retalhista britânica Debenhams fecha atividade

A cadeia retalhista britânica Debenhams vai encerrar todas as lojas no Reino Unido depois de 242 anos de atividade porque não se encontrou um comprador, pondo em risco 12 mil postos de trabalho.

Visitas ao site do JE disparam em novembro, com subida de 33% para 5,8 milhões

O número de utilizadores do site do Jornal Económico aumentou 30% em novembro, face a outubro, para um total de 2,7 milhões. Acessos móveis representaram 79% do total. Plataforma multimédia JE TV tem cada vez mais telespectadores. Obrigado pela sua preferência!
Comentários