Tem Obrigações PT Finance? Prazo para transferir termina hoje

Os detentores destas Obrigações estão a pagar custos de manutenção e guarda desde que são titulares destes títulos.

A Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) alertou os titulares das Obrigações emitidas pela Portugal Telecom International Finance BV (PTIF) que podem deixar de ter os títulos em seu nome e podem transferir as obrigações para uma conta valores junto de um intermediário financeiro até este sábado, dia 15 de setembro, deixando, assim, de suportar custos de manutenção e guarda de títulos.

“Informam-se os credores titulares das Obrigações emitidas pela PTIF – em recuperação judicial (emissão PTPTCYOM0008) e que tenham sido integralmente reembolsados no âmbito do programa para acordo com credores do Grupo Oi que, tendo-se comprometido a manter as suas Obrigações PTIF bloqueadas até ao cancelamento de toda a emissão ou, caso assim fossem instruídos pela Oi a transferir as Obrigações PT para uma conta de valores mobiliários junto de instituição financeira por ela indicada, poderão agora, aproveitar esta oportunidade para deixarem de terem os títulos em seu nome”, refere a CMVM.

Em comunicado, o regulador do mercado explica que estes titulares podem “transferir as obrigações até ao próximo dia 15 de setembro de 2018, devendo-se informar junto do seu intermediário financeiro dos procedimentos, e eventuais custos, para a transferência das obrigações, contudo deixando de suportar eventuais custos de manutenção e guarda”.

Os detentores destas Obrigações estão a pagar custos de manutenção e guarda desde que são titulares destes títulos.

Recomendadas
BCE confirma Luís Ribeiro como administrador do Novo Banco
Este é o administrador com a área comercial de retalho que já estava em funções na Comissão Executiva liderada por António Ramalho, e cuja avaliação estava em curso no BCE. O Novo Banco vai ainda ter um novo CFO, o irlandês Mark Bourke, e Jorge Cardoso fica com a área de banca de investimento.
Elisa Ferreira defende procedimentos especiais para insolvências de bancos de média dimensão
Como a resolução de um banco médio, mas com relevância sistémica a nível local, tem um impacto social e económico considerável “precisamos de discutir alternativas para os bancos médios e pequenos que saem do mercado, em vez de avançar em direção a uma nova camisa de forças” global, defendeu a vice-governadora do Banco de Portugal em Basel, Suíça.
Haitong com prejuízos de 2 milhões no semestre. Resultado operacional é positivo
“O dinamismo positivo das receitas beneficiou do recente processo de reestruturação e reposicionamento do Banco, o qual tem vindo a assumir-se como a unidade de Corporate and Investment Banking do Grupo Haitong”, justifica o banco de investimento.
Comentários