Temporada de 2022 do Mundial de F1 com recorde de 23 grandes prémios

O circuito de Portimão, que integrou o calendário em 2020 e 2021, vai ficar de fora da temporada de 2022.

Um número recorde de 23 grandes prémios vai integrar o calendário de 2022 do Mundial de Fórmula 1, com início em 20 de março no Bahrain e termo em 20 de novembro em Abu Dhabi.

De acordo com o que foi oficializado esta sexta-feira, o circuito de Portimão, que integrou o calendário em 2020 e 2021, vai ficar de fora da temporada de 2022.

O recorde de 23 corridas estava previsto para a temporada de 2021, mas as inúmeras anulações e reprogramações, consequência da pandemia de covid-19, acabaram por adiar o mesmo para a próxima temporada.

Relacionadas

Grande Prémio de Fórmula 1 em Portugal está fora do calendário para 2022

A competição que reúne milhares de fãs portugueses não virá a Portugal, segundo a imprensa italiana. Na preparação do calendário de 2022, que tem várias novidades, os organizadores da prova terão deixado de fora Portimão que, apesar de bem-sucedido, não foi suficientemente apelativo para regressar pelo terceiro ano consecutivo.
Recomendadas

Pedro Dias, diretor da FPF para o futsal, distinguido como gestor desportivo do ano

O dirigente federativo responsável pelo futsal, modalidade onde Portugal é campeão europeu e mundial, destacou, em declarações ao site da FPF, que “os resultados alcançados pelo futsal a nível internacional e que colocam Portugal como a maior potência desportiva mundial. Galardão foi atribuído pela Associação Portuguesa de Gestão do Desporto

PremiumAbel bicampeão. Isto sim, não se voltará a ver nos próximos 50 anos

Daqui a 50 anos, vão lembrar-se que foi um português que conquistou a Libertadores”. Na véspera do último dia de 2019, Jorge Jesus era exultado pelo país futebolístico, levado “em ombros” por uma onda mediática de enormes proporções (horas e horas de diretos e peças jornalísticas).

Milhões da Champions, empréstimo obrigacionista e compra de dívida: que impacto nas contas do Sporting? Veja o “Jogo Económico”

O Sporting é, neste momento, o clube português que mais lucrou na Liga dos Campeões: 45,01 milhões de euros dos 130,9 milhões ganhos por clubes portugueses nesta Liga. Que impacto pode ter o empréstimo obrigacionista e a compra da dívida nas contas da SAD. Tudo para ver na edição desta semana do “Jogo Económico”.
Comentários