Topo da agenda: o que não pode perder na economia e nos mercados esta semana

Semana curta em Wall Street, com apenas quatro dias de negociação, devido ao feriado ‘Dia dos Presidentes’, esta segunda-feira. Na Europa, o fundador e CEO do Facebook tem encontro marcado com a comissária europeia, Magrethe Vestager, a ‘chefe’ para a transformação digital da União Europeia. O bloco regional tenta ainda desbloquear o impasse nas negociações para o Orçamento da UE, na semana em que serão divulgadas as minutas das últimas reuniões da Fed e do BCE. No fim-de-semana, a Arábia Saudita recebe o G20. E, por cá, será a vez de as cotadas Galp, BCP, Nos, EDP e EDP Renováveis apresentarem contas anuais relativas a 2019.

Yves Herman/Reuters

Patrão do Facebook reúne-se com a União Europeia

A reunião entre o fundador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, e comissária europeia da concorrência e para o digital da União Europeia, Magrethe Vestager, marca o pontapé-de-saída desta semana. Thierry Breton, comissário europeu com o pelouro da economia digital também estará presente.

A reunião dá-se dois dias antes de os dois comissários europeus apresentarem propostas para a criação de uma plataforma de partilha de dados a nível europeu, destinado a concorrer com o domínio dos gigantes da tecnologia norte-americana, encabeçado pelo Facebook, Google e Amazon.

Resultados anuais de cotadas no PSI-20

A Galp será o primeiro peso-pesado do PSI 20 que apresenta resultados anuais, Será na terça-feira.

Dois dias depois, na quinta-feira, será a vez da EDP e da EDP Renováveis, dia em que também o Millennium bcp anuncia resultados relativos ao exercício de 2019.

A empresa de telecomunicações NOS, na qual Isabel dos Santos é acionista através da holding Zopt também apresenta resultados esta quinta-feira.

Orçamento da União Europeia

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, tem pela frente a tarefa de chegar a acordo com os líderes dos Estados-membros da União Europeia para conseguir luz-verde para o orçamento de sete anos da União Europeia na cimeira que se inicia esta quinta-feira. O documento tem ficar pronto até ao final do ano.

Na cimeira, que pode prolongar-se por quatro dias, deverão ser abordados os pontos mais bicudos, como as prioridades dos diferentes Estados-membros em relação às políticas para combater as alterações climáticas, políticas sobre a imigração e a definição de verbas para as áreas da agricultura e desenvolvimento regional.

Banco central da China e minutas da Fed e do BCE

Os mercados estarão atentos à decisão do Banco Central da China sobre a definição das taxas de juro de empréstimo ao sistema bancário, numa altura em que começam a surgir preocupações sobre o impacto do covid-19 (nome dado ao coronavírus) da economia chinesa.

Os analistas de mercado antecipam que o banco central corte a taxa de juro.

Na quarta-feira, serão divulgadas as minutas da última reunião do Federal Open Market Committee (FOMC) da Reserva Federal norte-americana (a Fed), a primeira desde a assinatura da primeira fase do acordo comercial entre os Estados Unidos e a China.

A Fed optou por não alterar as taxas de juro, que se mantiveram no intervalo entre 1,5% e 1,75%, uma decisão tomada por unanimidade pelos membros do FOMC e as minutas poderão detalhar a posição da Fed em relação ao coronavírus e ao acordo que Donald Trump assinou com a China.

Do outro lado do Atântico, em Frankfurt, serão divulgadas as minutas da última reunião do Conselho de Governadores do Banco Central Europeu (BCE). Em janeiro, a instituição liderada por Christine Lagarde optou por não alterar as taxa de juro e, na conferência de imprensa, não aprofundou os moldes da revisão estratégica do BCE, limitando-se a qualificá-la de “ampla”, uma matéria sobre a qual as minutas poderão dar pistas.

Arábia Saudita recebe o G20

Os líderes e presidentes de bancos centrais dos 19 economias mais avançadas do mundo, a que se soma a União Europeia, vão reunir-se em Riade, capital da Arábia Saudita, para a décima-quinta reunião do G20.

Esta segunda-feira, Wall Street estará encerrada devido ao feriado ‘Dia dos Presidentes’, também conhecido por ‘Dia de Aniversário de George Washington’, nos Estados Unidos. O dia feriado, que começou por ser uma homenagem aos aniversários dos presidentes George Washington e Abraham Lincoln, é também visto como uma celebração de todos os presidentes dos Estados Unidos.

Ler mais

Recomendadas

“Corremos o risco de a zona euro quebrar”, afirma governador do Banco de Portugal

Carlos Costa diz que “nenhuma economia está preparada para uma crise desta natureza” e volta a defender os ‘coronabonds’, em entrevista ao semanário “Expresso”.

Wall Street cai mais de 3% apesar da “bazuca” de 2,2 biliões de dólares

Março de 2020 ficará para a história dos mercados como um dos meses mais loucos de sempre. NYSE fechou em queda num dia em que Congresso dos Estados Unidos entrega um pacote de resgate de 2,2 biliões de dólares.

Bolsas regressam às quedas com setor automóvel a liderar. BCP cai 4% ao adiar dividendos

As desvalorizações mais expressivas dos setores Auto e de Viagens & Lazer espelham a preocupação dos investidores quanto à evolução da pandemia Covid-19, segundo a análise do analista da Mtrader. O BCP cai em bolsa 4% depois de cancelar dividendos e em dia de moratória de créditos.
Comentários