Trabalhadores de empresas com casos de Covid-19 em Lisboa vão ser testados

A operação de rastreio, coordenada pelas autoridades de saúde do INEM, Instituto da Segurança Social e ACT, vai começar este sábado e prolongar-se nos próximos dias.

Teste Coronavírus | Getty Images

O Governo anunciou este sábado que deu início a uma operação coordenada de rastreio a trabalhadores de empresas e em locais de trabalho com fatores de risco na região da Grande Lisboa. Os testes destinam-se sobretudo a funcionários de organizações ou zonas com casos de Covid-19 confirmados.

A operação, no âmbito da estratégia de contenção do contágio pelo novo coronavírus, está a ser conduzida pelas autoridades de saúde do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) e Instituto da Segurança Social (ISS) e prolonga-se ao longo dos próximos dias, de acordo com a informação divulgada pelo Ministério da Saúde.

Só nas últimas 24 horas a zona de Lisboa e Vale do Tejo registou mais 231 casos da doença, perfazendo um total de 10.874 diagnósticos confirmados. O último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde revelou que 90% dos novos casos de Covid-19 em Portugal (257) são desta região, o que motivou o reforço da estratégia de contenção do surto, nomeadamente nos concelhos de Amadora, Lisboa, Loures, Odivelas e Sintra.

Na conferência de imprensa desta tarde, a ministra da Saúde adiantou que o rastreio iria abranger “atividades em que se tem verificado maior incidência” do vírus, entre as quais “construção civil, cadeias de abastecimento, transporte de distribuição, caracterizadas normalmente por grande rotatividade de uma parte dos trabalhadores e recurso a trabalho temporário”.

Relacionadas

Covid-19: Portugal com 32.203 casos confirmados e 1.396 vítimas mortais

Os dados divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS) indicam a existência de 257 novos casos confirmados e mais 13 mortes nas 24 horas até à meia-noite de sexta-feira.

Infografia | Covid-19: ponto de situação em Portugal a 30 de maio

Veja aqui a evolução do novo coronavírus em Portugal, com os indicadores disponibilizados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).
Recomendadas

Líderes europeus querem evitar a todo o custo novo encerramento de fronteiras, sublinha António Costa

No final do Conselho de Ministros extraordinário desta quinta-feira, António Costa explicou os compromissos e estratégias acertadas entre os líderes dos 27 estados-membros do bloco europeu, sublinhando que a responsabilidade de conter a pandemia e evitar o colapso dos sistemas de saúde é, agora, de cada um “individualmente”.

França vai gastar 15 mil milhões de euros com medidas de contenção para conter novo coronavírus

“Vamos reforçar todos os dispositivos de ajuda”, afirmou o governante, especificando que seis mil milhões respeitam a fundos de solidariedade, sete mil milhões para desemprego parcial (o designado ‘lay-off’), mais de mil milhões para exonerações de contribuições sociais e outro tanto para assumir custos de empresas com alugueres.

“Não desistimos de nenhuma batalha antes de acabar”. PCP apresenta propostas de alteração ao OE 2021

Entre as medidas apresentadas, no campo da justiça fiscal, João Oliveira anunciou que os comunistas pretendem a “atualização dos escalões IRS, o aumento de mais um escalão neste imposto aumentando a progressividade do mesmo, bem como o aumento dos chamados valores do mínimo de existência e dedução especifica, permitindo cumprir o objetivo de redução da tributação dos rendimentos mais baixos, intermédios”.
Comentários