Trabalhadores não policiais do SEF estão hoje em greve

O presidente do sindicato explicou que não existe no SEF uma carreira para o pessoal não policial e são estes funcionários que estão “na primeira linha da imigração em Portugal”.

O Sindicato dos Funcionários do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SINSEF), que representa os trabalhadores não policiais, marcou uma greve para hoje, para exigir a revisão da lei orgânica e do estatuto de pessoal.

O presidente do SINSEF, Artur Jorge Girão, disse à agência Lusa que a greve vai afetar sobretudo os postos de atendimento do SEF.

O sindicato que representa os trabalhadores não policiais do SEF sublinha que “há muito aguarda por respostas a questões fulcrais para o bom desenvolvimento das competências deste serviço, sendo a questão da revisão da lei orgânica e do estatuto de pessoal os mais prementes”, devido aos desafios que as matérias da imigração colocam.

O presidente do sindicato explicou que não existe no SEF uma carreira para o pessoal não policial e são estes funcionários que estão “na primeira linha da imigração em Portugal”.

Segundo o sindicalista, o estatuto de pessoal do SEF não é revisto há mais de 10 anos, tendo sofrido apenas “pequenas alterações” para a carreira de investigação e fiscalização que não contempla os funcionários com funções administrativas.

O sindicato que representa os inspetores do SEF também tinha uma greve marcada para quinta-feira, mas foi desconvocada na quarta-feira após uma reunião com o ministro da Administração Interna que garantiu um reforço na carreira de fiscalização e investigação.

Ler mais
Recomendadas
Valéry Giscard d'Estaing

Antigo Presidente francês Valery Giscard d’Estaing morre aos 94 anos

Em 1974, com 48 anos, Valéry Giscard d’Estaing tornou-se no mais jovem Presidente da República francês, depois de vencer de forma surpreendente as eleições presidenciais contra Jacques Chaban-Delmas e François Mitterrand, que o sucedeu no palácio do Eliseu. Sofria de insuficiências cardíacas e morreu esta noite, em casa, junto da família.

Após seis dias em greve de fome o Chef Ljubomir Stanisic foi levado para o hospital

Ao que tudo indica, Ljubomir Stanisic sentiu-se mal chegando mesmo a ser assistido diretamente no local por elementos do INEM, sendo transportado de seguida para o hospital. Ainda assim, o chef admite que pretende retomar o protesto assim que sair do hospital.

Covid-19. Vacinas podem ser alvo de organizações criminosas, avisa Interpol

A polícia internacional receia que as redes criminosas podem vir a roubar vacinas, ou tentar vender vacinas falsas.
Comentários