Trabalhar na tecnologia em Lisboa pode render até 95 mil euros anuais (são 7,9 mil por mês)

Este é o salário que pode receber um Chief Technology Officer (CTO) com mais de cinco anos de experiência. Ainda assim, as funções mais comuns no mercado português são os programadores ‘full-stack’ e ‘back-end’, cujas remunerações anuais rondam os 30 mil euros.

O salário médio oferecido a um profissional da área tecnológica em Portugal aumentou cerca de 10% em 2018, concluiu a empresa de recrutamento online Landing.Jobs, depois de analisar mais de 1.000 ofertas de emprego no país (850 das quais na capital). Se tiverem, pelo menos, cinco anos de experiência, o responsável pelo departamento de Engenharia de uma empresa ou um Chief Technology Officer (CTO) podem receber mais de 90 mil euros anuais.

Os cargos de gestão são (sem surpresas) os mais bem pagos, mas as funções tecnológicas mais comuns no mercado português são programadores full-stack (29,7%) e back-end (13,8%), cujas remunerações anuais rondam os 30 mil euros. Ainda assim, o ordenado de um programador iOS ou Android pode chegar aos 60 mil euros por ano – excluindo subsídio de alimentação.

Segundo Maria Tolentino, responsável da Landing.Jobs pelo mercado português, os maiores aumentos salariais verificaram-se nas posições ligadas à gestão, back-end, mobile e data science. Contudo, os montantes variaram consoante o tipo de organização: tendem a aumentar 20% em empresas de produto e, por outro lado, a diminuir 10% nas de consultoria.

A empresa especializado no setor das Tecnologias da Informação – que usa uma plataforma baseada em inteligência artificial e machine learning – demonstrou também que os empregadores do Porto tendem a oferecer ordenados aproximadamente 5% a 10% inferiores aos de Lisboa. José Paiva, CEO da Landing.Jobs, considera “fundamental que as empresas estejam informadas” e acompanhem a evolução do mercado laboral na área tecnológica. “Os salários podem ser decisivos para atração e retenção de talento e é importante que as empresas tenham estas questões em consideração”, afirma.

 

Média de remunerações anuais em Lisboa (*euros)

Anos de experiência / Profissão  Até três anos Entre três e cinco anos Mais de cinco anos
Back-end Developer 22.000 – 30.000 25.000 – 40.000 35.000 – 55.000
Full-stack Developer 24.000 – 30.000 25.000 – 40.000 38.000 – 45.000
Front-end Developer 20.000 – 30.000 25.000 – 40.000 35.000 – 50.000
UX/UI Designer 17.000 – 25.000 20.000 – 26.000 22.000 – 38.000
iOS Developer 22.000 – 30.000 28.000 – 45.000 30.000 – 62.000
Android Developer 22.000 – 28.000 25.000 – 45.000 30.000 – 60.000
DevOps Engineer 25.000 – 28.000 30.000 – 42.00038.000 – 60.000
SysAdmin Engineer 18.000 – 26.000 29.000 – 32.000 33.000 – 45.000
Data Scientist 24.000 – 30.000 29.000 – 37.000 32.000 – 46.000
Quality Assurance 22.000 – 28.000 28.000 – 33.000 30.000 – 44.000
Product Manager/Owner 25.000 – 32.000 35.000 – 40.000 40.000 – 50.000
Project Manager 20.000 – 35.000 33.000 – 42.000 40.000 – 50.000
Staff Engineer 35.000 – 45.000 45.000 – 55.000 45.000 – 85.000
Technical Team Leader 35.000 – 45.000 45.000 – 55.000 45.000 – 85.000
Head of Engineering 40.000 – 50.000 50.000 – 70.000 70.000 – 90.000
CTO 55.000 – 59.500 60.000 – 78.000 79.000 – 95.000
Ler mais
Recomendadas

Guia do direito a férias: tudo o que precisa de saber

Fique a saber como pode gozar os seus dias de férias, a partir de quando, como funciona a marcação e ainda se pode acumular dias de férias do ano anterior.

Fenprof diz que apenas 30% das crianças regressaram ao pré-escolar

O levantamento feito pela Federação Nacional dos Professores tem por base informações relativas a 579 jardins de infância, contando-se neste número 91 agrupamentos completos, que totalizam 358 do total de jardins de infância considerados neste levantamento. Há agrupamentos “a deslocar crianças de uns jardins de infância para outros”.

País tem este ano 68 praias Zero Poluição e nenhuma fica no interior

As praias Zero Poluição, da associação Zero, representam 11% do total das 621 zonas balneares em funcionamento.
Comentários