Trabalho: Polarização de salários aumentou em Portugal

Número de trabalhadores com salários médios mais elevados, assim como trabalhadores com salários médios mais baixos aumentou, diminuindo a proporção de trabalhadores com salários médios intermédios, segundo o estudo “Dinâmica empresarial e desigualdade”, publicado pela Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS).

Relacionadas

Subsidiárias de multinacionais representam 15% do emprego em Portugal

Depois do encerramento anual de aproximadamente 10% do total de empresas multinacionais presentes no país durante a crise financeira de 2008, aumentou a força das subsidiárias no mercado laboral.

Empregos criados por novas empresas com salários mais baixos do que empresas antigas

Mais de 33% dos empregos criados por empresas novas são em profissões que se encontram nos 25% de trabalhadores com menores salários na economia portuguesa, revela estudo apresentado esta quarta-feira pela Fundação Francisco Manuel dos Santos.
Recomendadas

Combustíveis: Diferenças de preço entre postos podem chegar aos 25 cêntimos por litro

Escolher o posto de combustível mais barato pode garantir poupanças avultadas. Para uma família com dois automóveis, que consumam 200 litros por mês, poupar 25 cêntimos por litro significa menos 600 euros no final do ano.

Portugal é dos países mais endividados do mundo

Um rácio da dívida pública face ao PIB que deverá terminar em 2018 nos 124,8% torna o endividamento português no quarto maior do mundo entre os países desenvolvidos. Apesar da trajetória de diminuição desde 2014, a dívida portuguesa apenas é ultrapassada a nível europeu pela dívida grega e italiana.

Feira popular: o projeto travado pelo Ministério Público

No passado dia 23 de novembro a hasta pública para a venda dos terrenos do antigo parque de diversões de Lisboa foi interrompida pela quarta vez, depois do Ministério Público (MP) ter aconselhado a Câmara Municipal de Lisboa a “reponderar” o projeto com “vista a acautelar possíveis ilegalidades”. Candidatos podem analisar as questões colocadas pelo MP até à próxima segunda-feira, 3 de Dezembro.
Comentários