Três empresas criam parceria para levar peixe fresco à mesa dos portugueses

A DPD, a MercaChefe e a AlémMar uniram os seus esforços para distribuir peixe do mar em casa dos clientes de Portugal Continental em menos de 24 horas após a sua captura, sem a intervenção de qualquer intermediário.

As empresas DPD, MercaChefe.pt e AlémMar formaram uma parceria para levar peixe fresco do mar à mesa dos portugueses.

“Pela primeira vez, qualquer pessoa, restaurante ou retalhista, pode comprar ‘online’ e receber na morada pretendida, em qualquer zona de Portugal, peixe fresco direto do mar, sem passar por retalhistas, peixarias, armazenistas e distribuidores”, assegura Ricardo Wallis, CEO e fundador da MercaChefe.

Eis como funciona esta parceria: os compradores, sejam particulares ou empresas, registam-se no MercaChefe.pt, selecionam os produtos desejados na ‘flagship store’ da AlémMar, terminam o carrinho de compras e fazem o pagamento através do multibanco. De seguida, a AlémMar, recebe a encomenda do peixe, vindo dos mares da Costa de Sesimbra por traineiras e pescadores experimentados, que posteriormente levam o peixe para a lota de Sesimbra.

A empresa, compra em lota, leva para o seu armazém que fica a cem metros, prepara a encomenda em embalagens próprias e, entrega à DPD, que faz chegar o peixe em casa do cliente final até 24 horas em Portugal Continental, “seja num monte alentejano, num escritório em Lisboa, um restaurante no Porto, ou numa casa em Guimarães”.

“Concretizámos um sonho que tínhamos há muitos anos. Levar a casa de todas as pessoas peixe acabado de pescar, sem andar aos trambolhões e em viaturas sem condições. Levei anos para encontrar uma empresa com visão. Só podia ser uma empresa de Sesimbra, vila onde passei férias em criança. Uma empresa de três jovens empresários ligados ao mar”, conta Ricardo Wallis.

Para o CEO e fundador da MercaChefe, o sucesso deste projeto vai residir na escolha das parcerias. “Com a DPD, o serviço é facilitado. Já trabalhamos desde o início do MercaChefe. Sei que apostam em inovação e novos negócios. Digamos que somos um trio vencedor: MercaChefe, AlémMar e DPD” afirma Ricardo Wallis.

Para a DPD, segundo afirma Olivier Establet, CEO da empresa “esta iniciativa marca a nossa entrada no sector alimentar, na área dos frescos, no seguimento das ofertas que lançámos há algum tempo em França e em Espanha, e que aceleraram fortemente com a pandemia”.

“Ainda que já trabalhássemos com a MercaChefe, estamos certos da diferença que faremos nesta nova área de atuação”, assume Olivier Establet.

O MercaChefe.pt, inaugurado em maio de 2018, foi o primeiro ‘marketplace’ de produtos alimentares em Portugal, inicialmente B2B (empresas vendem a empresas), para abastecer o canal HoReCa (hotéis, restaurantes e cafés).

“Com a pandemia da Covid-19 a entrar em Portugal, no dia 18 de março de 2020 passou a aceitar particulares como compradores. Em maio de 2020, tinha já mais de oito mil referências das mais prestigiadas empresas e marcas portuguesas que vendem para milhares de compradores profissionais e particulares e faz entregas em qualquer endereço de Portugal nas três temperaturas (seco, refrigerado e congelado)”, assegura um comunicado conjunto destas três empresas.

Por seu turno, a DPD Portugal, empresa que assume como líder no mercado doméstico do transporte expresso, detém 14 estações (Vila Real, Porto, Maia, Guarda, Viseu, Coimbra, Leiria, Torres Novas, Póvoa de Santa Iria, Lisboa, Corroios, Évora, Faro e Funchal) e uma frota de mais de 600 viaturas de distribuição, empregano 1.200 colaboradores.

Por fim, a AlémMar foi fundada em 2014 por três jovens sesimbrenses, ligados ao mar desde sempre. “Tem parcerias com vários barcos de pesca e, compra diariamente na lota de Sesimbra os melhores peixes acabados de chegar do mar. As suas instalações, na Doca Pesca de Sesimbra, dispõem de instalações de frio e fábrica de gelo, tendo uma frota própria para abastecer cadeias de supermercados e peixarias. Sendo que, agora, abastecem todo o País através do MercaChefe.pt”, adianta o referido comunicado.

Ler mais
Recomendadas

Pesca da sardinha vai reabrir em Portugal a partir de 17 de maio

A autorização através de um despacho governamental levanta uma proibição que tem já quase sete meses de duração.

GNR apreende mais de 205 toneladas de pescado congelado em Aveiro

Segundo esta força de segurança, no decurso de uma ação de fiscalização de pescado, foi detetada “uma descarga de pescado não autorizada, uma vez que todo o pescado deveria estar selado nos porões do navio”, daí resultando a apreensão de “cerca de uma tonelada de pescado fora dos porões”.

Pandemia acelerou utilização do Balcão Eletrónico do Mar, com mais de 100 mil certificados emitidos

O recurso a este tipo de certificados eletrónicos tem subido em flecha desde que o serviço está disponível, com a emissão de 5.171 certificados no primeiro ano, 2018; 36.473 acumulados em 2019 e 88.538 em 2020, de acordo com o dados fornecidos pela DGRM. 
Comentários