Trump já perdeu 250 milhões de dólares desde que é presidente dos Estados Unidos

Trump era, e continuará a ser milionário quando deixar a Casa Branca. Mas quando essa data chegar, depois das eleições ou no máximo até 2024, o 45º presidente dos Estados Unidos terá perdido muito dinheiro ao longo do caminho.

Administrar os Estados Unidos teve um impacto negativo nos negócios pessoais do presidente dos Estados Unidos. Só no ano passado, Donald Trump viu os seus ativos diminuírem pouco mais de 300 milhões de dólares (250 milhões de euros). Uma fortuna que, em 2020, rondava os 2,7 mil milhões de dólares (2,3 mil milhões de euros), terá ficado 10% menor do que quando entrou na Casa Branca, segundo o “El Economista”.

Trump era, e continuará a ser milionário quando deixar a Casa Branca. Mas quando essa data chegar, depois das eleições ou no máximo até 2024, o 45º presidente dos Estados Unidos terá perdido muito dinheiro ao longo do caminho.

De acordo com o índice de bilionários da Bloomberg, no ano passado o presidente americano perdeu 250 milhões de euros entre todos os seus ativos. Facto que, em grande medida, se explica pelo impacto da pandemia de Covid-19 que enfraqueceu os seus negócios fora da presidência.

Entre as propriedades de Trump que mais perderam valor durante o último ano, está a icónica Trump Tower, na Quinta Avenida, em Nova Iorque, ou o complexo de escritórios que ele possui em Wall Street. Mas longe dos edifícios, que o tornaram famoso, os seus campos de golfe espalhados por várias localidades do país também foram bastante desvalorizados, que com o confinamento deixaram de ter visitantes e jogadores.

Recomendadas

Banco central baixa previsão sobre queda da economia brasileira para 5%

As novas estimativas estão em linha com as projeções de agentes do mercado consultados semanalmente pelo Banco Central, que prevê uma retração económica de 5,05% no PIB brasileiro em 2020. O Brasil ainda recupera de uma grave recessão entre os anos de 2015 e 2016, período em que o PIB caiu sete pontos percentuais.

Rússia anuncia que vai cooperar com o Irão

O ministro das Relações Exteriores russo disse que o seu país iniciará imediatamente a cooperação com o Irão assim que o embargo sobre a venda de armas expirar – o que acontecerá em outubro.

Angola: Manuel Vicente denuncia manobra de diversão

O ex-vice-presidente de Angola Manuel Vicente negou ter-se apropriado de 193 milhões de euros da Sonangol, como denunciou o antigo gestor de Isabel dos Santos, e apelida a acusação de “indecorosa manobra de diversão”.
Comentários