Tudo o que precisa de saber para pedir o novo passe Navegante Família

Saiba quais os documentos necessários e onde pedir o passe Navegante Família que pode começar a ser usado a partir de 1 de agosto.

Transtejo

Quando chega o passe Navegante Família?

A partir desta segunda-feira, 22 de julho, já pode pedir o passe Navegante Família, que tem um custo estimado entre 60 e 80 euros por agregado familiar.

A partir de quando este novo passe pode ser usado?

Após quatro meses do novo passe a 30 ou 40 euros entrar em vigor, os utentes residentes na Área Metropolitana de Lisboa podem começar a partir de hoje a entregar os papéis necessários para obter o novo passe. No entanto, à semelhança dos outros, só pode começar a ser utilizado a 1 de agosto.

Quem pode pedir o novo passe?

“O passe Navegante Família dá para ascendentes e descendentes desde que vivam na mesma morada fiscal”, explicou Carlos Humberto de Carvalho, primeiro secretário da AML, ao falar das regras para estes passes. “Dá para pais, filhos, avós e cônjuges. Não podem usufruir deste passe sobrinhos nem irmãos, só ascendentes e descendentes em linha direta”. O responsável adiantou ainda que o número de elementos pertencentes ao agregado familiar é ilimitado.

O que preciso para pedir o novo passe?

A partir de amanhã, as condições para pedir o Navegante Família podem ser consultadas na página online da AML. No entanto, os utentes vão conseguir fazer o pedido para estes passes a partir da página da AML e do portal VIVA, que gere os mesmos passes.

“É preciso haver cópias dos bilhetes de identidade ou dos cartões de cidadão dos membros da família que vão ter direito ao Navegante Família”, explica Carlos Humberto de Carvalho. “Se as pessoas preencherem o IRS, têm de entregar a folha de rosto do IRS para além dos cartões de cidadão. Mas depois há especificidades, porque há pessoas que não entregam o IRS e, por isso, cada caso tem uma resposta concreta”, esclarece.

É ainda necessário entregar um comprovativo de residência se a morada fiscal não constar da declaração de IRS.

O carregamento do passe familiar para a região da Grande Lisboa vai estar disponível a partir de 26 de julho. Para as famílias que viagem dentro da cidade, o valor do passe está fixado em 60 euros. Para as famílias que se encontrem fora de Lisboa mas dentro de outros concelhos abrangidos pela AML, o passe vai ter um custo de 80 euros.

Onde pedir o Passe Navegante Família?

Na Carris, será possível proceder ao pedido e entrega do requerimento na loja de Santo Amaro (Rua 1º de Maio, nº93) e na loja Arco do Cego (Av. Duque d’Ávila, nº12), sendo que nestes locais também pode efetuar o carregamento dos respetivos passes.

A empresa Cascais Próxima, que gere a mobilidade em Cascais, disponibiliza recursos para o pedido e entrega do requerimento no edifício Cascais Center (Rua Manuel Joaquim Avelar, nº118). A Comboios de Portugal, por sua vez, disponibiliza o requerimento na estação do Cais do Sodré e na Estação do Rossio.

Para quem se desloca de Mafra, este requerimento pode ser pedido e entregue na Av. Dr. Francisco Sá Carneiro N.E.M – rua 6, pavilhão 2. Na Fertagus, o comboio que faz a travessia da ponte, o único ponto em que o requerimento pode ser entregue é no Pragal, no entanto, pode aceder ao documento em Setúbal, Pinhal Novo, Coina, Fogueteiro, Foros da Amora, Corroios, Pragal, Campolide, Sete Rios, Entrecampos e Roma-Areeiro.

No Metropolitano de Lisboa, foram definidas as estações de Entrecampos, Alameda e Jardim Zoológico para o pedido e entrega do requerimento alusivo ao Navegante Família. No Metro Transportes do Sul, este requerimento pode ser entregue em Corroios, Pragal, Almada e Cacilhas.

Na Scotturb, pode ser entregue na sede (Rua São Francisco, nº660, Adroana), no posto de Cascais (Av. Dom Pedro I – terminal rodoviário) e em Sintra (Av. Miguel Bombarda, nº59). Na Rodoviária de Lisboa, os pontos disponíveis para os novos passes familiares são as lojas de Caneças, Bucelas, Santa Iria da Azóia, Campo Grande e Odivelas.

Nos Transportes Coletivos do Barreiro, o único ponto disponível para este efeito é a loja Espaço Mobilidade, dentro do Fórum Barreiro. A Transtejo tem a loja do Cais do Sodré disponível para atender os clientes que queiram o requerimentos, enquanto a Soflusa tem o Terreiro do Paço.

Nos Transportes Sul do Tejo (TST) estão disponíveis os espaços em Cacilhas, Montijo e Setúbal.

Por última, a Vimeca é o que disponibiliza mais pontos de pedido e entrega de requerimentos. Algés, estação da Amadora e estação do Cacém são apenas algumas. A lista fica completa com as lojas da Amadora (Bairro do Bosque), Brandoa, Carnaxide (Solática), Colégio Militar, Marquês de Pombal, Oeiras, Paço de Arcos e Queluz (4 Caminhos).

Ler mais
Relacionadas

Saiba aqui onde pode pedir o passe Navegante Família

O site da Área Metropolitana de Lisboa responsável pelos transportes públicos, elaborou uma lista onde é possível verificar os pontos para pedir e entregar o requerimento para os Navegante Família. Descubra onde pode pedir a declaração.

Famílias já podem pedir os passes para viajar em Lisboa

O Governo tinha prometido que os passes chegavam no mês de julho mas os responsáveis tiveram de estudar a forma como iriam interligar estes mesmos passes, e só conseguiram que o passe para as famílias chegasse em agosto.

Respostas Rápidas: Quanto custa e quando chega o passe Navegante Família?

“O passe Navegante Família dá para ascendentes e descendentes desde que vivam na mesma morada fiscal”, explicou Carlos Humberto de Carvalho, primeiro secretário da AML, ao falar das regras para estes passes.
Recomendadas

Túnel da Avenida João XXI em Lisboa continua fechado. Câmara aponta falha no sistema de controlo elétrico

“A avaliação mais detalhada do que aconteceu, e das medidas necessárias para a reposição das condições de operação e circulação em plena segurança, estão a decorrer”, garante a autarquia.

Moderna quer produzir 20 milhões de doses da vacina contra o Covid-19 até ao final de 2020

Atualmente, não há vacinas contra o Covid-19 aprovadas pelos reguladores dos EUA, embora algumas já se encontrem na fase final de testes para provar que são seguras e eficazes.

Possibilidade de novo confinamento está a ganhar adeptos em Portugal, revela sondagem

As regiões do Norte e Centro são as que mais defendem num novo confinamento e a faixa etária que mais apoia o regresso desta medida está compreendida entre os 18 e 34 anos, dados divulgados no mesmo dia que António Costa frisou que o “o custo social do confinamento foi enorme”.
Comentários