TV Pirata: PJ detém homem pela prática de Cardsharing

Detido mantinha em funcionamento uma estrutura própria, ilícita, de disponibilização do serviço protegido de TV, vendendo equipamentos especialmente adulterados para a receção do sinal codificado e disponibilizando os acessos e recebendo os pagamentos acordado. Com este procedimento, perto de 400 clientes acederam ilegitimamente ao sinal de TV pago.

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, em aveiro, um homem de 40 anos, por manter em funcionamento uma estrutura própria, ilícita e com servidores na Alemanha e Itália, por si desenvolvida, de partilha pela Internet dos cartões de acesso a canais codificados do serviço pago de TV.  Um esquema que levou a angariar cerca de 400 clientes acederam ilegitimamente ao sinal de TV pago sem que os operadores recebam o preço devido.

“A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, identificou e deteve um indivíduo com 40 anos de idade pela prática dos crimes de burla informática agravada, acesso ilegítimo, detenção e venda de equipamentos protegidos, usurpação de direitos de autor e fraude fiscal, cometidos através do método de ‘cardsharing’”, avança a PJ em comunicado.

Segundo a PJ, o detido mantinha em funcionamento uma estrutura própria, ilícita, de disponibilização do serviço protegido de TV, angariando os clientes, vendendo equipamentos especialmente adulterados para a receção do sinal codificado, disponibilizando os acessos e recebendo os pagamentos acordados. Para o efeito a estrutura compreendia servidores instalados fora do território nacional, na Alemanha e Itália.

Com este procedimento, avança o comunicado, cerca de quatro centenas de clientes acedia ilegitimamente ao sinal de TV pago sem que os operadores recebam o preço devido, em prejuízo destes e da Fazenda Pública pela não liquidação das correspondentes receitas tributárias.

No decurso das buscas efetuadas foram apreendidos “relevantes elementos de prova”, diz a PJ, destacando um sistema informático dedicado ao controlo dos acessos efetuados pelos “clientes” aos servidores dedicados ao “Cardsharing” e cerca de três dezenas de “set-top-box”, de receção do sinal satélite, adulteradas para disponibilizar o acesso ao sinal protegido.

O detido foi presente às Autoridades Judiciárias, na Comarca de Aveiro, para primeiro interrogatório judicial e fixação das adequadas medidas de coacção.

Ler mais
Relacionadas

Audiovisual: 70% das empresas portuguesas espera aumentar volume de negócios internacional

Mais de metade do volume de negócios do setor audiovisual gerado em 2017, em Portugal, resultou da atividade de produtores independentes.

Operadoras perdem mais de meio milhão por mês com TV pirata

As operadoras oficiais estimam em 600 mil euros o prejuízo causado pela fuga ao controlo e pagamento, através do uso de boxes ilegais em Portugal, noticia o Jornal de Notícias.
Recomendadas

COTEC Portugal lamenta morte de João Vasconcelos, “o autor do futuro”

“Na memória da sua curta vida, João Vasconcelos é um autor do futuro, com contribuição inigualável para o progresso da inovação empresarial, o empreendedorismo e as políticas públicas”, diz a COTEC, liderada por Jorge Portugal.

CGD: BE questiona EY sobre créditos aprovados com base em “concorrência de mercado”, apesar de pareceres negativos

A responsável da auditoria da EY à gestão da Caixa Geral de Depósitos (CGD) entre 2000 e 2015, Florbela Lima, revela que a auditora não avaliou “qualidade das decisões” como créditos aprovados com risco negativo. A resposta foi dada à deputada do BE, Mariana Mortágua, na comissão parlamentar de inquérito (CPI) à gestão da CGD, que arrancou nesta terça-feira, 26 de março, os trabalhos no Parlamento.

Licínio Pina espera que Governo devolva Fundo de Garantia do Crédito Agrícola Mútuo este ano

O Fundo de Garantia do Crédito Agrícola Mútuo tem um volume de 300 milhões mas só 200 milhões serão devolvidos à esfera da gestão da Caixa Agrícola.
Comentários