União dos Sindicatos Independentes pede salário mínimo de 675 euros para os setores público e privado

Atualmente, o salário mínimo nacional está fixado em 635 euros mensais, sendo que, segundo a União dos Sindicatos, este valor já deveria ter ascendido para os 663 euros.

A União dos Sindicatos Independentes (USI) garante que estão reunidas as condições para que o salário mínimo nacional seja aumentado para 675 euros no território nacional, sendo este valor igual para o setor público e privado. De acordo com um comunicado da USI, “este é um valor-meta em linha com o programa do Governo que pretende alcançar os 750 euros até 2023”.

A USI aponta ainda que o valor proposto de 675 euros vais ao encontro “das preocupações expressadas pela União Europeia, no sentido do salário mínimo nos estados-membros ser pelo menos metade da remuneração média nacional”. Atualmente, o salário mínimo nacional está fixado em 635 euros mensais, sendo que, segundo a União dos Sindicatos, este valor já deveria ter ascendido para os 663 euros.

A organização aponta que este é um valor “realista e exequível” para os trabalhadores portugueses, notando que “ao abrigo do princípio da equidade, e do mais elementar sentido de justiça, importa assegurar que o salário mínimo volte a ser igual dos setores público e privado”, uma vez que nas negociações do ano passado o setor público ficou nos 635 euros e o privado nos 600 euros.

“Em Portugal não há cidadãos e trabalhadores de primeira e de segunda. A diferenciação entre uns e outros é profundamente tóxica para a coesão e para o interesse nacional, gerando clivagens sem razoabilidade”, indica a entidade em comunicado.

Esta terça-feira, 6 de outubro, o Governo volta a reunir-se com os sindicatos da função pública, sendo que os sindicatos estão à espera que o Governo apresente uma nova proposta para um aumento salarial em 2021, tal como prometido pelo Executivo de António Costa para que o salário mínimo chegue ao valor acordado até ao fim da legislatura atual.

Relacionadas

OE2021: Negociações entre Governo e sindicatos da função pública arrancam hoje

A expectativa dos dirigentes sindicais é de que o Governo apresente uma proposta de aumento salarial e com um valor mais robusto do que o verificado em 2020.

Costa: “Seguramente iremos encontrar uma boa solução” para o OE 2021

O primeiro-ministro comentou as negociações com os partidos no dia em que o Governo está a apresentar aos partidos as linhas gerais para a proposta do Orçamento do Estado para 2021. Costa diz que quer continuar a trabalhar com o Bloco de Esquerda e com o PCP.
Recomendadas

Ministério da Cultura reforça programas de apoio a projetos em 1,173 milhões de euros

Segundo o gabinete da ministra Graça Fonseca, o aumento de verbas agora anunciado justifica-se “com a necessidade de continuar a responder de forma ativa e sempre atenta aos desafios enfrentados pelo setor artístico português”.

Turistas podem circular entre concelhos apenas para chegar a alojamentos, diz Governo

“Os turistas só podem deslocar-se entre concelhos para chegar aos alojamentos, estando depois impedidos de circular [entre concelhos] para outros fins”, esclareceu à Lusa a secretaria de Estado do Turismo.

Novas restrições serão circunscritas a territórios

Questionado se o Governo optará por ações localizadas ou se admite restrições nacionais como um novo confinamento geral, Lacerda Sales disse que “todos os países da Europa estão neste momento a tentar estabilizar num determinado modelo que pode comportar muitas variáveis”.
Comentários