United Airlines encomenda 25 novos Boeing 737 Max para 2023

Os modelos 737 Max da companhia aérea estiveram sem voar desde março de 2019, depois de dois acidentes na Indonésia e na Etiópia terem causado a morte de 346 pessoas.

A companhia aérea norte-americana United Airlines encomendou 25 aviões Boeing 737 Max para serem entregues em 2023. A informação foi divulgada pela transportadora aérea dos Estado Unidos, avança a agência “Reuters” esta segunda-feira, 1 de março.

Posteriormente a Unites Airlines aumentou também a entrega de 40 aeronaves Max encomendadas anteriormente para 2022 e mais cinco para 2023. O lançamento global das vacinas para combater a Covid-19 tem vindo a alimentar as esperanças de uma recuperação económica, bem como um crescimento na procura de viagens.

“Com várias das nossas aeronaves a chegar ao fim do seu ciclo de vida e as oportunidades de crescimento que sabemos que existirão no período de recuperação da Covid-19, este acordo ajudar-nos-á a crescer conforme o regresso da procura” referiu o diretor comercial da companhia aérea, Andrew Nocella, em comunicado.

Os reguladores dos Estados Unidos, Europa e Reino Unido estão entre os que já aprovaram o regresso do avião a voar. Os modelos 737 Max da companhia aérea estiveram sem voar desde março de 2019, depois de dois acidentes na Indonésia e na Etiópia terem causado a morte de 346 pessoas.

Relacionadas

Regulador de aviação dos EUA ordena inspeções urgentes a motores de Boeing 777

Um Boeing 777-220 da companhia United Airlines, que descolou no sábado de Denver, Colorado, com destino a Honolulu, no Hawai, com 231 passageiros e 10 membros da tripulação a bordo, foi forçado a regressar ao aeroporto de onde partiu, depois de o motor direito se incendiar em pleno voo.

Boeing paga dois mil milhões de euros de indemnização no processo do 737 Max

O Departamento de Justiça informou hoje que a Boeing aceitou o acordo que inclui o pagamento de indemnizações às famílias das vítimas do acidente, clientes da companhia aérea e companhias aéreas, assim como de uma multa.

‘Luz verde’ para Boeing 737 Max. EUA acabam com proibição de voo, dois anos depois

Com a autorização por parte da FAA, a aeronave mais vendida do fabricante vai tomar o seu serviço aos céus ao mesmo tempo que enfrenta a pandemia da Covid-19, novas tarifas comerciais europeias e a desconfiança de uma das empresas que mais escrutínio gera na aviação.
Recomendadas

Novo Banco: Avaliadores não veem razões para mudanças de valores de imóveis em seis meses

O responsável, ouvido esta quinta-feira na audição do presidente da ANAI Ramiro Teixeira Gomes na Comissão Eventual de Inquérito Parlamentar às perdas registadas pelo Novo Banco e imputadas ao Fundo de Resolução, referia-se a “perdas de imparidades de uma instituição financeira, neste caso o Novo Banco, por via de ativos” imobiliários.

Cavaco lamenta “interpretações abusivas” acerca de declarações sobre BES

O antigo Presidente da República classificou de “intuitos pouco honestos” as declarações de quem fez “interpretações abusivas” das suas palavras sobre o BES antes da resolução, “chegando ao ponto de afirmar” que “tinha incentivado as aplicações em instrumentos financeiros do BES ou do respetivo grupo não financeiro”.

Sines vai arrancar com Data Centre Campus, um investimento que pode chegar a 3,5 mil milhões

A cerimónia de apresentação do projeto, que pode criar até 1.200 empregos qualificados e é da responsabilidade da empresa star campus, será encerrada pelo primeiro-ministro, António Costa.
Comentários