Universidade Nova apresenta novo campus de Campolide: “Sustentável, inteligente e aberto à cidade”

O campus compreende um novo edifício para a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas e outro para a NOVA Information Management School, bem como dois centros que estão a ser criados: o Centro de Inovação Social e o NOVA Smart Campus Living Lab.

O projeto da Universidade NOVA de Lisboa que vai nascer em Campolide, é apresentado esta terça-feira, 27 de abril, pelas 11h30, na presença do ministro da Ciência Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, e da presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo, Teresa Almeida.

O campus compreende um novo edifício para a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (NOVA FCSH) e um outro para a NOVA Information Management School (NOVA IMS), cujas maquetes vão ser apresentadas no evento, bem como dois centros que estão a ser criados: o Centro de Inovação Social (INNO) e o NOVA Smart Campus Living Lab.

Segundo a Universidade, o campus inspira-se nos melhores exemplos existentes na Europa, será equipado com “a mais inovadora tecnologia e infraestrutura” e funcionará como “um laboratório de experimentação ao serviço da sociedade”. Objetivo? “Responder aos desafios da cidade, do país e do mundo”. Ou seja, “contribuir com a menor pegada ecológica possível para a criação de valor com impacto no desenvolvimento socioeconómico, reforçando o compromisso da NOVA com a comunidade, com o meio empresarial e com o país”.

Esta terça-feira será também assinado um protocolo com a Águas do Tejo Atlântico, empresa com a qual a NOVA vai desenvolver iniciativas inovadores de sustentabilidade, como a utilização de água reciclada para rega dos vários campi da Universidade.

No campus de Campolide funciona atualmente Reitoria da NOVA, a NOVA School of Law e a NOVA IMS.

Recomendadas

Ciência à Conversa no Politécnico de Setúbal debate as potencialidades da biorrefinaria

A iniciativa tem como finalidade a divulgação dos novos conhecimentos produzidos no politécnico, num registo informal e acessível a todos.

João Varandas Fernandes, membro do Conselho Científico da UAL: “Queremos criar um centro de investigação em Enfermagem com impacto”

A Cooperativa de Ensino Universitário, que integra a UAL, está a apostar fortíssimo na área da Saúde. O primeiro passo da estratégia foi a aquisição, em novembro, da Escola Superior de Enfermagem S. Francisco das Misericórdias. O segundo consiste na criação do Centro de Investigação e Desenvolvimento. João Varandas Fernandes, Coordenador da área das Ciências da Saúde, revela ao JEUniversidades a estratégia e o novo posicionamento do Grupo CEU.

FDUL e ISEG lançam Mestrado em Direito e Gestão

Arranca já no próximo ano letivo 2021/2022 e é especialmente destinado a licenciados nas áreas de Direito, Gestão, Economia ou Finanças.
Comentários