Utiliza a aplicação Houseparty? Deco desaconselha

Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor apercebeu-se de que a “partilha de dados pessoais e a segurança pode ser melhorada”. A ‘app’ nega críticas de falta de privacidade e está a oferecer cerca de 900 mil euros a quem souber como começou a “campanha difamatória”.

A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco) não recomenda a utilização da aplicação de vídeos Houseparty, porque os especialistas aperceberam-se de que “a partilha de dados pessoais e a segurança pode ser melhorada”. Num teste à segurança da app, a Deco concluiu que a Houseparty recolhe muitas informações pessoais (nome, email, número te telemóvel, imagem, som, lista de contactos telefónicos…) e partilha-as com o Facebook, a Google e empresas de publicidade.

“O mais preocupante foi termos detetado, durante o processo de registo, o envio da lista de aplicações instaladas no dispositivo. Não vemos razão para este tipo de informação ser recolhida. Também não encontramos referência explícita à recolha desta informação na política de privacidade da empresa”, explica a associação.

Em comunicado divulgado esta quarta-feira, a Deco denúncia ainda o elevado consumo de recursos (processador, câmara e ligação de dados). “Verificámos um grande consumo de bateria e de dados móveis. Se não tiver rede Wi-Fi, corre o risco de esgotar o plafond de dados mensal com alguma rapidez”, afirma a Deco.

No último fim de semana foram publicados centenas de ‘tweets’ com acusações de que contas de Spotify, Snapchat e noutras plataformas haviam sido pirateadas depois de as pessoas instalarem a Houseparty. Após as denúncias de alegada apropriação de dados dos seus utilizadores, a Houseparty anunciou que estava a oferecer uma recompensa de 1 milhão de dólares (cerca de 909 mil euros) a quem tivesse provas sobre como começou essa “campanha difamatória”.

“Todas as contas da Houseparty são seguras – o serviço é seguro, nunca foi comprometido e não agrega senhas para outros sites”, garantiu a Houseparty, através da rede social Twitter, pedindo que as denúncias/provas sejam enviadas para bounty@houseparty.com.

A aplicação, onde é possível ter conversas de vídeo em grupo e jogar com amigos/familiares/colegas, foi comprada em 2019 pela Epic Games e teve um número médio de downloads diários de 278.606 só no mês de março. Atualmente, é das apps mais ‘sacadas’ na Play Store e na App Store.

Ler mais
Recomendadas

Segurança Social com formulário para empresas que queiram desistir do ‘lay-off’

A desistência pode abranger a totalidade do pedido, ou seja, desde o início, ou aplicar-se apenas a partir de data indicada pela entidade empregadora.

Crédito pessoal com problemas bancários. É possível?

O pedido de um crédito pessoal com problemas bancários pode não ser facilitado pelas instituições financeiras, mas nem sempre é negado aos consumidores. Fique a conhecer como é possível pedir um empréstimo nestas condições e como evitar situações de incumprimento.

Trabalhadores independentes podem pedir apoio de maio a partir de hoje

A partir de maio, o apoio previsto tem como limite mínimo 50% do valor do IAS (219,41 euros) e como máximo 635 euros.
Comentários