Vai de férias? Conheça 5 apps que não podem faltar no seu smartphone

Para aqueles que não dispensam a ajuda da tecnologia, tome nota de cinco aplicações que o vão ajudar a programar melhor os dias de descanso que aí vêm.

REUTERS / Dado Ruvic

1. Hopper
Esta aplicação pode ser uma grande aliada para quem está à procura de viagens low cost, porque compromete-se com um desconto até 40%. Ao inserir o destino da viagem, a Hopper faz uma previsão de quando é que o voo ficará mais barato.

2. Trafi
Se está a visitar uma nova cidade e utiliza os transportes públicos, esta aplicação irá ajudá-lo. É considerada uma das app de monotorização de transportes mais precisa e avançada (com ou sem conexão de dados) do mundo, devido à utilização de algoritmos que fornecem resultados exatos, baseados em cálculos sobre o trânsito na cidade em tempo real.

3.Eatwith
junta o útil ao agradável: refeições a todos os preços com a possibilidade de socializar com os locais e, quiçá, experimentar comida típica. Mas, como funciona? As refeições são servidas normalmente na casa do anfitrião, que pertence à comunidade de ‘chefs’ da Eatwith.

4.Packpoint
Se é daquelas pessoas que se esquece das coisas com frequência, talvez queira experimentar a Packpoint, que lhe permite listar todas as coisas que tem de levar consigo e sugere outras que talvez esteja a esquecer de meter na bagagem.

5.Meo Beachcam
A Beachcam é uma aplicação para smartphone que permite ver as câmaras instaladas em diversas praias portuguesas, de norte a sul da costa continental, nas ilhas e até em certas praias fluviais

Recomendadas

Deco recomenda que comemore festas natalícias com espumante nacional

Procure comprar o espumante numa loja com uma climatização adequada, de preferência onde as garrafas estejam deitadas e ao abrigo da luz.

PremiumDeco alerta para dificuldades das famílias na literacia financeira

Os dados da Deco indicam que as famílias que pedem ajuda à associação possuem em média cinco créditos, e que as taxas de esforço na Madeira ultrapassam os 70%.

Rainha de Inglaterra volta a contratar. Salário atinge os oito mil euros mensais

A vaga é para diretor de viagens da família real para assegurar a compra de “serviços de viagem seguros, eficientes, económicos e adequados”. Trabalhar 7,5 horas por dia para a rainha dá direito a um salário superior a oito mil euros mensais.
Comentários