PremiumValouro exporta dois milhões de ovos por semana para a Mongólia

José António dos Santos, líder nacional do sector agroindustrial, em entrevista ao JE, revela que o Grupo Valouro encontrou a solução para a crise da Covid-19 na exportação para um dos maiores mercados da Ásia, por camião, de ovos para incubação.

Com o sector da restauração maioritariamente fechado na conjuntura da pandemia da Covid-19, o Grupo Valouro, presidido por José António dos Santos, encontrou alternativas nos mercados de exportação para escoar a maior produção avícola portuguesa. Em entrevista ao programa “Primeira Pessoa”, da plataforma JETV [que pode ver na íntegra no site do JE], o empresário explica que, sem transportes aéreos utilizáveis, avançou até à Mongólia, com camiões cheios de ovos para incubação. “Neste momento estamos a exportar cerca de um milhão e meio de ovos por semana, e no princípio de maio já vamos atingir mais de dois milhões”, refere o empresário.

Conhecido como “Rei dos Frangos”, devido à liderança no mercado da produção de frangos e ovos, consolidada pelo Grupo Valouro e pela Avibom nos últimos 50 anos, José António dos Santos teve de assegurar o escoamento da produção agroindustrial do seu grupo, que já ultrapassa as 40 empresas e que emprega diretamente mais de 2.800 trabalhadores.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Instituto do Vinho do Porto autoriza uso da marca ‘Portonic’

O uso da marca depende de prévia autorização pelo IVDP, designadamente da rotulagem da embalagem e da aprovação da bebida, adianta um comunicado desta entidade, sendo que essa bebida pode ser apresentada em garrafa, lata ou outros tipos de embalagem, com diferentes capacidades, a aprovar pelo IVDP.

PremiumUma marisqueira Luminosa no centro da capital

O desafio foi-nos lançado pelo chef João Pedro Costa. Em duas partes.

Grupo de restauração Poke House angariou 20 milhões de euros e vai reforçar expansão em Portugal

Esta cadeia de restauração especializada em gastronomia havaiana estima uma receita de mais de quatro milhões de euros em 2021 no mercado nacional e prevê abrir mais 15 restaurantes em Portugal até ao final de 2024.
Comentários