PremiumVenda do BNI Europa aguarda fecho das contas de 2019

Negócio deverá ficar fechado no primeiro trimestre de 2020. O banco apesenta contas anuais em março.

As negociações para a venda da maioria da posição que o Banco de Negócios Internacional (BNI) detém no BNI Europa ao grupo chinhês KWG estão na reta final, estando dependentes do fecho das contas relativas a 2019, soube o Jornal Económico (JE). As contas do BNI Europa deverão ser apresentadas em março de 2020. Fonte próxima do processo confirmou ao JE que as negociações “estão quase ser consumadas”, embora ressalve que há “questões pendentes que ainda têm de ser limadas entre as partes mas que não são questões que vão inviabilizar a venda”.

O JE apurou que o BNI Europa, liderado por Pedro Pinto Coelho, convocou uma assembleia-geral no final de dezembro para deliberar sobre o assunto. Mas, por falta de quórum, esta não se realizou e foi adiada para uma data ainda por determinar, mas que deverá ocorrer num futuro próximo.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

António Domingues demite-se da vice-presidência do BFA

António Domingues escreveu uma carta ao Banco Nacional de Angola (BNA) a dar conhecimento dos motivos da sua demissão da vice-presidência da BFA.

Bankinter lança conta para bancarizar crianças

“Com este lançamento, o Bankinter tem ainda o objetivo de contribuir, em conjunto com os pais, para a autonomia e responsabilidade financeiras dos jovens”, refere o comunicado.

João Rendeiro, ex-presidente do BPP condenado a 5 anos e 8 meses de prisão

A notícia está a ser avançada pela SIC. A decisão do Tribunal da Relação condena João Rendeiro, ex-presidente do Banco Privado Português a uma pena efetiva de prisão de cinco anos e oito meses. Paulo Guichard, ex-administrador do BPP foi condenado a prisão efectiva de quatro anos e oito meses. O caso do banco vocacionado para a gestão de fortunas rebentou em 2008.
Comentários