VIC Properties prepara entrada na bolsa de Lisboa em 2020

A informação foi confirmada pelo CEO da empresa imobiliária João Cabaça. Um cenário que já se avizinhava depois de em abril o grupo ter concluído com sucesso a emissão de 250 milhões de euros em obrigações convertíveis garantidas.

A promotora imobiliária VIC Properties prepara-se para entrar na bolsa de Lisboa em 2020, numa altura em que já se encontra em negociações com entidades bancárias, sendo a meta apontada o primeiro semestre do próximo ano, tal como indicou esta quarta-feira, João Cabaça, CEO da empresa.

Apesar de assumir que todos os mercados estão em aberto, João Cabaça diz que “faz sentido” o mercado bolsista português ser uma opção. De resto, a entrada em bolsa da promotora imobiliária já era algo que se avizinhava desde o passado mês de abril.

Nessa altura, a VIC Properties concluiu com sucesso a emissão de 250 milhões de euros em obrigações convertíveis garantidas (secured pre-IPO convertible bonds). Esta operação permitiu, tanto aos investidores nacionais como internacionais, a oportunidade de investir num promotor imobiliário líder em Portugal, reconhecido pela sua inovação e experiência no setor.

As obrigações têm um valor mínimo de 100 mil euros e uma maturidade de seis anos, sendo emitidas a 90% do seu valor nominal, com um cupão anual de 3,00%, permitindo a esses mesmos investidores converterem essas mesmas obrigações em ações da empresa uma vez que a sua entrada em bolsa esteja consumada.

Relacionadas

Prata Riverside Village vai mostrar nova centralidade de Lisboa

O objetivo do Open House Lisboa é “descentralizar, diversificar e ampliar o conhecimento arquitetónico da capital”, durante o próximo fim de semana, 21 e 22 de setembro, e o Prata Riverside Village foca-se nisso, uma vez que se localiza numa das zonas esquecidas da cidade de Lisboa.

Investimento de 400 milhões no projeto Prata Riverside

Espaço residencial situado em Marvila demorou 12 anos a ser aprovado. A fasquia está virada para portugueses e os preços das tipologias comercializadas vão dos 400 mil até mais de um milhão euros.

VIC Properties compra terrenos da Matinha para construir mais de duas mil habitações

Com uma área de aproximadamente 20 hectares, num total de 260 mil metros quadrados previstos de área de construção, a empresa prevê que as obras sejam iniciadas no início de 2020, e os trabalhos realizados ao longo dos anos seguintes.
Recomendadas

Banco de Portugal vai sujeitar diretores do risco, compliance e auditoria ao ‘Fit & Proper’

Está em consulta pública até ao final de março um projeto de alteração de Aviso do Banco de Portugal que vai rever os requisitos aplicáveis em matéria de governo interno dos bancos. Entre as principais novidades introduzidas pelo regulador, destaca-se o alargamento do processo de avaliação e adequação diretores do risco, de compliance e de auditoria interna, e um relatório anual de autoavaliação dos bancos sobre o cumprimento das regras de controlo interno.

Coca-Cola Portugal nomeia primeira diretora-geral de nacionalidade portuguesa

Sandra Vera-Cruz junta-se a Rui Serpa que, em 2018, assumiu funções de diretor-geral na Coca-Cola European Partners, como os únicos portugueses com funções de chefia numa das maiores empresas ligadas ao setor das bebidas a nível mundial.

Telefónica aposta mais de três mil milhões na La Liga até 2022

Números assegurados pela Telefónica têm por base o potencial que os conteúdos exclusivos da La Liga Santander e La Liga SmartBank que poderão proporcionar outros ganhos no que respeita à retransmissão dos jogos.
Comentários