Governo da Polónia descarta rutura com a UE e diz que é artimanha da oposição

“Isso do ‘Polexit’ são notícias falsas que a oposição usa para expandir a sua base. Qualquer político sensato não ousaria mudar o status da Polónia como membro da União Europeia”, referiu Kaczynski.

O vice-primeiro-ministro da Polónia, Jaroslaw Kaczynski, assegurou que o país não tem nenhuma intenção de separar-se da União Europeia, no âmbito da decisão polémica do Tribunal Constitucional polaco, e acusou a oposição de orquestrar uma campanha de desinformação em seu benefício.

Kaczynski fez eco das palavras do primeiro-ministro do país, Mateusz Morawiecki, que na sexta-feira acusou a opositora Plataforma Cívica e, em particular, o Presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, de tentar tirar proveitos políticos com a decisão do Tribunal Constitucional, que confirmou a primazia do direito polaco sobre o direito comunitário.

“Isso do ‘Polexit’ são notícias falsas que a oposição usa para expandir a sua base. Qualquer político sensato não ousaria mudar o status da Polónia como membro da União Europeia”, referiu Kaczynski, líder doPartido da Lei e Justiça (PiS) do governo e vice-primeiro-ministro polaco, em entrevista à estação de rádio RMF FM.

Para Kaczynski, a decisão tomada pelo Tribunal Constitucional polaco, em que ignora a primazia do Direito da União Europeia sobre as leis nacionais, é nada mais do que o consolidar da soberania nacional do país. O vice-primeiro-ministro declarou-se defensor da UE e isso é uma “garantia” de que vai permanecer na UE.

“Há 90% da sociedade que é contra a saída da União Europeia. Não há absolutamente nada para falar”, vincou.

As tensões entre a Polónia e a União Europeia atingiram um novo máximo depois de os Países Baixos terem pedido a retenção de 36 mil milhões de euros no apoio à recuperação, enquanto o Parlamento Europeu procura pressionar a Comissão Europeia a agir contra a Polónia.

Relacionadas

PremiumUnião Europeia está a perder a paciência com a Polónia

Cenário em que a Polónia abandona a União Europeia e volta a ser uma espécie de ‘terrade ninguém’ entre blocos antagónicos é uma possibilidade real. Donald Tusk, um velho amigo de Bruxelas, chamou os polacos à rua para estancar essa deriva. Mas isso pode não chegar.
Recomendadas

Goldman Sachs quer aumentar diversidade étnica e de género nas cotadas do S&P 500 e do FTSE 100

A Goldman Sachs Asset Management diz que quer estar na vanguarda para impulsionar uma maior diversidade e inclusão nos conselhos de administração em todo o mundo.

Turquia pede ao Conselho da Europa que evite sanções contra o país

A Turquia apelou ao Conselho da Europa para evitar qualquer penalização contra o país, numa altura em que se mantém a ameaça de uma rara sanção pela detenção sem julgamento do mecenas Osman Kavala.

Alemanha em mudança com foco no novo ministro das Finanças. Ouça o podcast “A Arte da Guerra” com Francisco Seixas da Costa

Do novo Governo da Alemanha ao divórcio entre eleitores e poder político na Argélia passando pelos conflitos entre Reino Unido e França com o Brexit pelo meio. Tensão é a palavra que marca esta edição do podcast do JE, que conta com a análise do embaixador Francisco Seixas da Costa.
Comentários