Vinci deixa novo aeroporto de Lisboa fora das projeções de investimento

As estimativas de investimento do grupo até 2020, acima de 3.650 milhões de euros, não contemplam os montantes para o novo aeroporto no Montijo

Na apresentação das contas do Grupo Vinci referente ao primeiro semestre do presente exercício, os responsáveis do conglomerado empresarial francês estimam aplicar um investimento de cerca de 1.200 milhões de euros no ano em curso. A estimativa de investimento da Vinci para 2019 sobe para mais de 1.350 milhões de euros, baixando depois para menos de 1.100 milhões de euros em 2020. O documento a que o Jornal Económico teve acesso explica que estes valores de investimento não contemplam os montantes necessários para a construção do novo aeroporto de Lisboa, previsto para o Montijo.

A não inclusão dos valores de investimento que o grupo francês terá de aplicar no projeto de construção do novo aeroporto internacional de Lisboa poderá refletir o complexo processo negocial em curso entre a concessionária francesa e o Estado português, através da tutela, representada por responsáveis dos Ministérios das Finanças e do Planeamento e das Infraestruturas.

Em entrevista concedida ao programa Decisores, do Jornal Económico, no passado dia 13 de julho, o secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme W. d’Oliveira Martins, admitia precisamente a complexidade do processo negocial com o grupo francês.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui aqui ao JE Leitor

Relacionadas

PremiumTráfego nos aeroportos cresceu 8,9% no primeiro semestre de 2018

Os dez aeroportos nacionais da ANA, geridos pelo grupo francês Vinci, receberam um total de 25,6 milhões de passageiros na primeira metade do ano.

Mota-Engil entra na Argentina com concessão rodoviária a 15 anos

O investimento previsto, a realizar nos primeiros cinco anos da concessão, ascende a cerca de 768,5 milhões de euros (900 milhões de dólares).

ANA “surpreendida” com decisão de Bruxelas sobre nova taxa

Bruxelas instou Portugal a cobrar uma taxa para todos os passageiros no aeroporto da capital, mas a gestora aeroportuária desconhece o que se passa.
Recomendadas

Greve na Transtejo/Soflusa desconvocada

A paralisação, agendada para a partir de terça-feira, foi hoje suspensa, na sequência da subscrição de um protocolo negocial entre a administração da empresa e os sindicatos.

Joe Berardo pondera chamar Vítor Constâncio como testemunha contra banca

O empresário e coleccionador de arte português José Berardo está a estudar a hipótese de chamar o antigo governador do Banco de Portugal (BdP) Vítor Constâncio como testemunha num processo movido pelos bancos, revela o “Público” esta segunda-feira. Em causa está o processo judicial para recuperar 962 milhões de euros. A informação foi transmitida ao […]

Crise em Angola obriga empresários a recrutarem mais talentos angolanos

Estudo divulgado esta segunda-feira revela que as empresas angolanas, em 2018, recrutaram mais licenciados e bacharéis para trabalhar na área tecnológica, com maior domínio de HTML, Java, SQL, Visual Basic e Visual Basic Net.
Comentários