Vista Alegre reembolsa empréstimo obrigacionista de 50 milhões

A emissão obrigacionista da empresa do Grupo Visabeira foi concretizada a 22 de outubro passado.

A Vista Alegre (VAA) anunciou hoje, dia 2 de dezembro, ao mercado, que já procedeu ao pagamento do empréstimo obrigacionista no valor de 50 milhões de euros, concretizada no passado dia 22 de outubro.

“Na sequência da emissão de obrigações garantidas no montante global de 50 milhões de euros concretizada e comunicada ao mercado no passado dia 22 de outubro, a VAA informa que, conforme previsto no ‘Information Memorandum’ da referida emissão, procedeu ao reembolso integral: do empréstimo acionista da Visabeira no montante de capital de 26.916.822,18 euros, que, por sua vez permitiu o reembolso integral do empréstimo sindicado com a Caixa Geral de Depósitos, S.A. e o Banco Comercial Português, S.A.; do empréstimo sindicado da Caixa Geral de Depósitos, S.A. e do Banco Comercial Português, S.A. no valor de capital 4.927.229,97 euros; e dos empréstimos da Caixa Geral de Depósitos, S.A. com garantia sobre a Ria Stone, S.A., no montante de capital 8.783.673,72 euros”, explicam os responsáveis da Vista Alegre em comunicado enviado à CMVM – Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

De acordo com esse documento, “do reembolso dos referidos empréstimos resulta a consequente desoneração da VAA das correspondentes obrigações e garantias a que se encontrava vinculada, sem prejuízo do processo de cancelamento de tais garantias se encontrar em curso”.

Recomendadas

IMT proíbe circulação de veículos ferroviários sem controlo de velocidade (Convel)

No início desta semana, administração da IP revelou que tem uma solução credível, proposta pela Critical Software. Órgão regulador do setor dos transportes “requereu uma avaliação urgente da viabilidade da solução e, caso viável, a consequente implementação igualmente urgente”.

NBA lança-se no mundo das apostas com o serviço NBABet Stream

Com a legalização das apostas desportivas nos EUA em 2018, a NBA torna-se a primeira grande liga desportiva dos EUA a atacar o mercado.

Siza Vieira sobre a possibilidade de adeptos nos estádios: “É mais importante que os jogos se realizem em segurança”

“É mais importante garantirmos a segurança de que as atividades se realizem sem percalços e com limitações do que permitir flexibilidade e depois ter de voltar atrás”, realçou o ministro à margem da conferência sobre o ‘Futebol Profissional e Economia Pós Covid-19’ que decorreu em Oeiras.
Comentários