Volkswagen multada em mil milhões de euros devido a escândalo de emissões

A Volkswagen vai pagar mil milhões de euros de multa às autoridades na Alemanha, devido ao caso da fraude com as emissões de gases nos carros a diesel, anunciou o grupo automóvel.

A Volkswagen vai pagar mil milhões de euros de multa às autoridades na Alemanha, devido ao caso da fraude com as emissões de gases nos carros a diesel, anunciou esta quarta-feira o grupo automóvel.

Através de uma declaração, a Volkswagen informou que vai aceitar a multa decidida pelas entidades judicias alemã, na cidade de Braunschweig, no centro norte da Alemanha, perto da localidade de Wolfsburg, onde o grupo tem a sua sede.

As entidades judiciais concluíram que a Volkswagen falhou no controlo adequado da atividade do seu departamento de desenvolvimento de veículos, o que resultou na produção de 10,7 milhões de carros a diesel com um ‘software’ de controlo de emissões ilegal, entre 2007 e 2015, depois vendidos em todo o mundo.

Trata-se de carros com o motor diesel EA 288 de terceira geração, nos Estados Unidos e Canadá, e com o motor EA 189 em outros países, equipados com uma função de ‘software’ ilegal.

O escândalo, que foi revelado em 2015, nos Estados Unidos, já teve elevados custos para o fabricante automóvel em multas definidas pelas autoridades norte-americanas.

O grupo disse esperar que o pagamento da multa na Alemanha tenha “efeitos positivos em outros procedimentos oficiais a decorrer na Europa contra a Volkswagen” e as suas participadas.

Ler mais
Relacionadas

T-Roc representou mais de 50% da produção automóvel de Portugal em maio

A produção de automóveis em Portugal aumentou 64,7% no mês passado. A Associação do Comércio Automóvel de Portugal sublinha “a importância que as exportações representam para o setor automóvel já que 96,8% dos veículos fabricados em Portugal têm como destino o mercado externo, o que, sublinhe-se, contribui de forma significativa para a balança comercial portuguesa”.

Todos os novos carros a diesel reprovam face ao padrão de emissões da UE, revela estudo

Um estudo da ICCT – grupo que descobriu o que seria o escândalo das emissões da Volkswagen – afirma que nenhum automóvel a diesel cumpre com as melhores práticas propostas na União Europeia.
Recomendadas

Itália propõe baixar défice público para 2,04% do PIB em 2019

Giuseppe Conte, chefe da coligação populista no poder em Roma, formulou esta proposta durante um encontro na capital belga com o presidente da Comissão europeia, Jean-Claude Juncker.

Euro sobe na véspera de reunião do Banco Central Europeu

Às 18:00 (hora de Lisboa), o euro negociava a 1,1381 dólares, quando na terça-feira ao final da tarde seguia a 1,1315 dólares.

Nestlé retirou 2.750 toneladas de açúcar da alimentação dos portugueses

Entre 2013 e 2017, a Nestlé retirou da alimentação dos portugueses 687 milhões de colheres de chá de açúcar, o equivalente a 11.000 milhões de calorias.
Comentários