Wall Street abre misto após aumento inesperado dos pedidos de subsídio de desemprego

Os números do Departamento de Trabalho revelaram um aumento de 51 mil pedidos de subsídio desemprego na semana encerrada 17 de julho, num total de 419 mil.

Reuters

A bolsa de Nova Iorque abriu a sessão desta quinta-feira em terreno misto devido ao aumento inesperado dos pedidos de subsídio de desemprego nos Estados Unidos.

No início da sessão, o S&P 500 sobe 0,09%, para 4,362.70 pontos, o tecnológico Nasdaq valoriza 0,24%, para 4,362.70 pontos, e o industrial Dow Jones desce 0,05%, para 34,780.74 pontos.

Os números do Departamento de Trabalho revelaram um aumento de 51 mil pedidos de subsídio desemprego na semana encerrada 17 de julho, num total de 419 mil.

Por outro lado, os investidores têm acompanhado o mercado de trabalho que depende da política monetária da Reserva Federal, especialmente após uma série de leituras de uma subida da inflação que gerou receios sobre uma redução mais rápida do que o esperado do suporte da política monetária com a reabertura da economia.

Esta semana fica também marcada por fortes quedas no sector empresarial provocadas pelas preocupações com a variante Delta do coronavírus, que tem vindo a espalhar-se rapidamente.

As empresas de saúde, incluindo a farmacêutica Biogen estão a subir 0,9% no aumento das suas expectativas de receita para o ano inteiro.

As ações das companhias aéreas caíram após uma queda de 2,2% nas ações da Southwest Airlines  depois de ter registado um prejuízo trimestral maior do que o esperado. Já a American Airlines reportou um lucro trimestral, mas as suas ações caíram 2%.

Recomendadas

Wall Street encerra ‘mista’ penalizada com números do emprego nos EUA

As empresas privadas nos Estados Unidos criaram 330 mil novos empregos, números que ficam aquém das expectativas dos analistas que, após reverem a previsão em baixa, apontavam para os 680 mil novos postos de trabalho. S&P 500 e Dow Jones fecham o dia no ‘vermelho’, enquanto o tecnológico Nasdaq encerra em terreno positivo.

PSI-20 contraria ganhos na Europa e fecha a perder 0,23%

O PSI 20 destoou da tendência europeia, onde os principais índices avançaram depois de dados animadores relativamente à recuperação económica europeia e colocaram o pan-europeu STOXX 600 em máximos históricos pelo terceiro dia consecutivo.

Levantamento de restrições e valorização da libra indicam recuperação do turismo britânico em Portugal

A fintech Ebury, especializada em pagamentos internacionais, diz que, tendo em conta a preferência dos portugueses por destinos de praia, os destinos mais vantajosos em termos cambiais são o Dubai (Emirados Árabes Unidos), as Caraíbas e Zanzibar, na Tanzânia.
Comentários