Wall Street em alta com olhos postos no discurso do presidente da Fed

O presidente da Fed, Jerome Powell, terá a oportunidade de desenvolver o que levou o banco central a cortar as taxas de juro em 25 pontos base na última reunião de julho.

Brendan McDermid / Reuters

Os três principais índices da bolsa de Nova Iorque abriram a sessão desta quinta-feira em alta. Os investidores centram as atenções no discurso do presidente da Reserva Federal norte-americana, Jerome Powell, que terá lugar amanhã no simpósio sobre economia em Jackson Hole.

Após o toque do sino que marcou o início da sessão, o S&P subia 0,30%, para 2.933,14 pontos; o tecnológico Nasdaq avançava 9,26%, para 7.753,15 pontos; e o industrial Dow Jones ganhava 0,26%, para 26.271,64 pontos.

O presidente da Fed terá a oportunidade de desenvolver o que levou o banco central a cortar as taxas de juro em 25 pontos base na última reunião de julho.

Na quarta-feira foram publicadas as minutas dessa reunião e, apesar de revelarem que houve um consenso entre os membros do Federal Open Market Committee para a decisão de cortar as taxas de juro, houve quem defendesse uma ação mais forte para combater a taxa de inflação que se mantém baixa, ao sugerir uma descida das taxas de juro em 50 pontos base.

Nas matérias-primas, o preço do “ouro negro” está a subir. Em Londres, o barril de Brent, referência para o mercado europeu, está a negociar nos 60,59 dólares, depois de subir 0,48%. Nos EUA, o West Texas Intermediate avança 0,88%, para 56,17 dólares.

Relacionadas

Wall Street fecha em alta com aumento da confiança dos consumidores

No fecho da sessão, desta quarta-feira, o S&P 500 cresce 1,13%, para 2,931.38 pontos, o tecnológico Nasdaq valoriza 1,14%, para 7,755.25 pontos e o industrial Dow Jones sobe 1,22%, para 26,248.0 pontos.
Recomendadas

Depois do BCE, o que vai fazer a Fed? Investidores com reservas deixam Wall Street no ‘vermelho’

O alargado S&P 500 recuou 0,11% para 3.006,16 pontos e o Nasdaq tombou 0,31% para 7.892,95. Apenas o industrial Dow Jones conseguiu manter-se no verde e fechou com uma valorização de 0,14% para 27.219,52 pontos.

S&P mantém ‘rating’ de Portugal, mas sobe ‘outlook’ para positivo

Agência norte-americana manteve a notação financeira de Portugal no segundo grau de investimento, mas subiu o ‘outlook’ de ‘estável’ para ‘positivo’. Política monetária do BCE, juntamente com os ganhos de competitividade em Portugal, melhoraram a resiliência externa da economia e reduziram o custo do serviço da dívida externa, justificou a S&P.

PSI20 fecha semana no ‘verde’ com BCP a ajudar

Por setores, note-se que a banca foi dos mais animados com os espanhóis Sabadell e CaixaBank na linha da frente. BCP aproveitou o ambiente do setor e deu impulso ao PSI20, com uma subida acima dos 4%.
Comentários