Wall Street regressa ao trabalho em semana animada

Depois da acalmia de segunda-feira, o movimento regressará às praças financeiras com diversas empresas importantes a divulgarem resultados esta semana, como a Netflix e IBM.

Arnd Wiegmann/Reuters

Com Wall Street encerrada em observância do feriado em honra a Martin Luther King Jr., não era de esperar grandes movimentos nos principais índices mundiais, até porque o dia foi parco em notícia relevantes.

Na Ásia os principais mercados estiveram ligeiramente positivos com excepção de Hong Kong, enquanto na Europa o dia foi de sentimento indefinido com uma muito ligeira tendência negativa que forçou o Stoxx600 a ceder -0,14%, numa sessão onde as retalhistas puxaram para baixo enquanto que as empresas de telecomunicações fizeram o trabalho contrário, puxando pelo optimismo. Em Londres, o Footsie recuou -0.3%, não beneficiando da fraqueza, ainda que reduzida, na moeda britânica, que perdeu -0.1% para os $1.30.

Depois da acalmia de segunda-feira, o movimento regressará às praças financeiras com diversas empresas importantes a divulgarem resultados esta semana, como a Netflix e IBM. Os bancos centrais também estarão em evidência com reuniões do Banco do Japão, Banco do Canadá e na quinta-feira o Banco Central Europeu, de onde se espera que saia um novo rumo para a instituição financeira liderada agora por Christine Lagarde.

Por fim, na sexta-feira é dia de dados económicos nos EUA e começa o World Economic Forum, em Davos, com uma muito antecipada reunião entre Trump e a Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

O gráfico de hoje é do VT.US, o time-frame é mensal.

 

 

O ETF da Vanguard que engloba as principais empresas mundiais tem tido um desempenho extraordinário, que confirma o bom momento que atravessam as bolsas mundiais e não apenas as principais.

Ler mais

Recomendadas

Índices de Wall Street em alta, mas nem todos

O S&P 500 e o Nasdaq fecharam com novos recordes, otimismo sobre novos estímulos para o alívio da pandemia que a administração de Joe Biden já prometeu. Já o Dow Jones resolveu destoar.

PSI-20 fecha em queda com BCP e Galp a recuarem mais de 3%

As bolsas europeias fecharam em queda, em dia de decisões de política monetária do BCE, onde as atenções estiveram voltadas para o discurso da presidente Christine Lagarde.

Wall Street negoceia em alta ligeira de olhos postos nos estímulos económicos

Os investidores em Wall Street estão expectantes quanto ao pacote de estímulos à economia e o plano de vacinação contra a Covid-19 prometido por Joe Biden.
Comentários