Wall Street regressa às perdas em véspera de feriado nos Estados Unidos

O índice norte-americano Dow Jones, que bateu recordes ontem, está agora a negociar em terreno negativo e abaixo dos 30 mil pontos, penalizado sobretudo pelas desvalorizações do banco JP Morgan, que cai 1,69%, e da tecnológica IBM, que cai 1,64% para 122,50 dólares.

Reuters

A bolsa de Nova Iorque abriu a sessão desta quarta-feira mista, depois de ontem ter sido um dia histórico em Wall Street, com o índice Dow Jones a ultrapassar os 30 mil pontos pela primeira vez. No entanto, na véspera do feriado do Dia de Ação de Graças, os mercados financeiros norte-americanos perderam o gás.

“Wall Street arranca em baixa a última sessão completa da semana para as bolsas norte-americanas, que amanhã estarão encerradas (Thanksgiving Day) e na sexta-feira encerram mais cedo, num dia que será importante para as retalhistas (Black Friday). No seio empresarial de notar a queda das ações das fabricantes de veículos elétricos, perante rumores de inspeções a fábricas na China. Na reação a contas destaque para a HP, Deere e Nordstrom”, explica o analista Ramiro Loureiro, trader do Millennium bcp, numa nota de mercado.

O índice industrial recordista está a deslizar agora 0,36% para os 29.936,97 pontos, penalizado pelas desvalorizações do banco JP Morgan, que cai 1,69% para 121,23 dólares, e da tecnológica IBM, que cai 1,64% para 122,50 dólares.

Já o financeiro S&P 500 perde 0,23% para 3.627,04 dólares. Só o tecnológico Nasdaq negoceia em terreno positivo, subindo 0,29% para 12.072,12 dólares. O Russell 2000 recua 0,62% para 1.838,75 pontos.

“A inércia do mercado é positiva, uma vez que os principais riscos ficaram resolvidos: as eleições americanas já estão superadas; o desenvolvimento de uma vacina/medicamento contra a Covid-19 avança e é apenas uma questão de tempo até ter a aprovação dos reguladores e o mercado já está concentrado nos resultados das vendas da Black Friday, Cyber Monday e Natal”, referem os analistas do Bankinter, em research.

O valor do ‘ouro negro’ continua a subir, depois dos fortes ganhos de ontem. O preço do petróleo WTI, produzido no Texas, sobe 1,20% para os 45,45 dólares por barril, enquanto a cotação do barril de Brent está a valorizar 0,88% para os 48,20 dólares.

Quanto ao mercado cambial, o euro valoriza 0,16% face ao dólar, para 1,1907 dólares, enquanto a libra esterlina desvaloriza os ligeiros 0,02% face à moeda dos Estados Unidos, para 1,3353 dólares.

Ler mais

Recomendadas

Venda de ações reforça noção que a CTG vê a EDP como investimento financeiro, diz o BPI

A estatal chinesa lançou uma OPA sobre a totalidade da EDP em maio de 2018, mas desistiu após a alteração dos estatutos para acabar com o limite de votos de 25% por acionista ter sido chumbada. Desde essa altura, vendeu 1,8% em fevereiro de 2020, mas reforçou no aumento de capital em agosto.

‘Luanda Leaks’. CMVM fez seis comunicações à PJ e não descarta possibilidade de mais

“Estamos a fechar estes trabalhos com nove auditores analisados, em 27 entidades auditoras analisadas”, explicou Gabriela Figueiredo Dias aos jornalistas. “Foram enviados 12 processos para apreciação contraordenacional, relativamente a um auditor e há mais dois que estão em análise relativemente a outros auditores”

Eficácia, eficiência, proximidade, relevância: as metas da CMVM para 2021

A instituição liderada por Gabriela Figueiredo Dias estabeleceu quatro prioridades e quatro objetivos para 2021, um ano que apresenta “um contexto social, económico e financeiro adverso e marcado por elevada incerteza”.
Comentários