PremiumWhitestar ganha gestão de 400 milhões de malparado ao Montepio

A Whitestar vai gerir dois portfólios de crédito malparado postos à venda pelo Banco Montepio. Um com a Axa Investment e outro com a 400 Capital.

A Whitestar, enquanto servicer, vai gerir os dois portfólios de crédito malparado (Non Performing Loans, ou NPL) que foram postos à venda pelo Banco Montepio e que no total somam 400 milhões de euros. Isto porque participa nos dois consórcios que ganharam os dois concursos para a venda dos ativos não performantes lançados pelo banco liderado por Carlos Tavares e Dulce Mota.

A AXA Investment Managers foi a vencedora do concurso lançado pelo Montepio para a venda do portfólio de cerca de 1.000 imóveis, conhecido com o nome de “Brick”, e que tem um valor contabilístico de 100 milhões de euros. A Whitestar está com a AXA Investment Managers nesta operação na qualidade de Asset Management Service Provider.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Bankinter e COSEC assinam protocolo de distribuição de seguro de créditos

O objetivo é permitir às empresas a gestão do risco de crédito em condições mais seguras, cobrindo os prejuízos decorrentes do não pagamento das vendas a crédito de bens e serviços em Portugal e no estrangeiro.

BdP: empréstimos às empresas cresceram em outubro

Já quanto aos empréstimos a particulares, o BdP diz ter registado uma variação de 6,9% em outubro, quando em setembro registara uma taxa de variação de 7,2%.

BCE mantém as exigências de capital ao BPI para 2020

Aí estão os requisitos de capital que o BCE impõe ao BPI para 2020 em função da qualidade do seu balanço. Estes requisitos implicam que o patamar mínimo de CET1 a partir do qual o Banco BPI teria restrições, em 2020, às distribuições de dividendos, é de 9.38%. O BPI tem um rácio de capital core de 12,7% a 30 de setembro deste ano.
Comentários