Energia

PremiumAntónio Mexia: Um elétrico que o juiz desligou da corrente

Catorze anos à frente da EDP podem ter chegado ao fim para o gestor emblemático que liderou a expansão da energética, mas é apontado pelo Ministério Público como suspeito de ter corrompido o ex-ministro Manuel Pinho e de lesar o Estado. Suspenso de funções durante oito meses por ordem judicial, o também ex-CEO da Galp Energia, ex-administrador do BESI e ex-ministro de Santana Lopes arrisca terminar a carreira de forma inglória ainda que não seja condenado.

PremiumEDP: resistência em nome (do CEO) da continuidade

A suspensão de António Mexia não abalou a opinião dos analistas nem a cotação das ações da energética. O CEO interino, Miguel Stilwell de Andrade, é visto como dando continuidade a uma estratégia ‘verde’ e ágil que agrada aos investidores.

Setor dos recursos minerais otimista na recuperação da atividade

A preservativa de evolução da liquidez é mais otimista face ao mês de abril, apesar de 33% estimar um impacto negativo de 20% a 40% na liquidez.

EDP: pandemia cortou em 5% a distribuição de eletricidade em Portugal no primeiro semestre

A energética salientou que “os volumes foram particularmente penalizados pelo efeito da pandemia, com reduções de 10-12% no segundo trimestre em termos homólogos na electricidade distribuída nas nossas três geografias”. As quedas foram particularmente acentuadas nos meses de abril e maio, com junho já a mostrar alguns sinais de retoma.

EDP: Despacho de juiz alude a troca de favores entre Mexia e Manuel Pinho

Segundo o MP, foi também acordado, que da parte do ministro haveria a concessão de benefícios indevidos à EDP, através do exercício das suas funções públicas, tendo como contrapartida o apoio da EDP à sua carreira profissional e académica quando saísse do Governo.

EDP e EDP Renováveis: “Quebra e recuperação das ações refletem a força e a proteção das marcas”, diz especialista em reputação

Certo é que ainda cedo para tirar mais ilações sobre o impacto deste caso na reputação e na marca da EDP. “Quanto aos impactos na força de marca e em particular na reputação, há que ter em atenção que se trata de uma marca com um índice de força claramente robusto e que temos obviamente de esperar mais algum tempo para aferir os impactos reais”, salientou João Baluarte, sócio da OnStrategy, empresa especialista em análise reputacional de empresas.
Ver mais artigos