Energia & Ambiente

Chevron valoriza mais de 10% na Bolsa de Nova Iorque depois de ter suspendido produção de petróleo em Cabinda

A estratégia seguida pelo presidente e CEO da petrolífera Chevron, Michael Wirth, para enfrentar a crise gémea da Covid-19 e da guerra de cotações no petróleo vai além da suspensão da produção em blocos offshore, como aconteceu em Cabinda, Angola. Passa pela forte redução dos investimentos e pela venda de ativos, como é o caso das participações no Azerbaijão, que devem ser vendidas em abril.

Colapso da procura de petróleo equivale a um quinto do consumo global

A agência Bloomberg avança com um intervalo de valores que é credível para os traders do sector: o colapso da procura pode quantificar-se num quinto do consumo global, o que corresponde ao intervalo entre 10 e 20 milhões de barris por dia. Na crise petrolífera de 1980, a contração foi de 2,6 milhões de barris por dia.

Petróleo em mínimos de 18 anos leva o Kremlin a declarar que “está muito barato”

Com os futuros do Brent e do WTI a serem negociados, respectivamente, a 26,24 e 23,08 dólares por barril, a Rússia dá indicações – pela primeira vez na crise do Covid-19 – de que chegou ao limite da sua tolerância à descida dos preços do ouro negro.

Cotação do petróleo abaixo dos 28 dólares por barril, caminha para valores de um dígito

Os operadores do mercado petrolífero não têm expectativas de subida dos preços no segundo trimestre de 2020, admitindo quedas de consumo entre oito e 10 milhões de barris de petróleo por dia. Os consultores especializados neste mercado, como a Rystad Energy, já trabalham com cenários do preço do petróleo a um dígito para junho.

Trump decide “atestar” reserva estratégica petrolífera dos EUA para travar queda da cotação do petróleo

Atestar os tanques da reserva estratégica de petróleo dos EUA implica comprar 77 milhões de barris de petróleo, o que custará cerca de 2,6 mil milhões de dólares (cerca de 2,33 mil milhões de euros). Eis a fatura que Trump quer pagar para travar a queda das cotações do petróleo que afetam a viabilidade das unidades de shale oil nos EUA.

Covid-19. Trump terá de “taxar importações de petróleo saudita para evitar falência do shale dos EUA”, refere especialista português

Na sequência do abrandamento económico provocado pela crise do Covid-19, a situação difícil em que estão os produtores norte-americanos de petróleo de shale levará o presidente dos EUA a impor taxas à importação do petróleo saudita, referiu ao Jornal Económico um especialista português com grande experiência na indústria petrolífera.
Ver mais artigos