5G: EUA alertam europeus que Huawei é uma ameça para a NATO

Os Estados Unidos apelaram a muitos países a não usarem a infraestrutura da Huawei para a implantação da nova rede telefónica 5G e colocaram o grupo chinês numa lista negra em maio de 2019, forçando empresas norte-americanas e outras estabelecidas no país a encontrarem outros fornecedores para os equipamentos de telecomunicações.

O secretário de Defesa dos Estados Unidos alertou hoje os europeus que ao autorizar equipamentos da Huawei – empresa chinesa de telecomunicações – para desenvolver as redes 5G correm o risco de “ameaçar” a NATO.

“Se não entendermos a ameaça e não agirmos, isso poderá ameaçar a aliança militar de maior sucesso na história, a NATO”, disse Mark Esper, durante a Conferência de Segurança de Munique, na Alemanha.

Por outro lado, o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, denunciou o “Cavalo de Tróia” que constitui o fornecedor chinês, cuja implicação nas redes 5G ocidentais levará, na sua opinião, à transferência de dados de todos os usuários ao “Partido Comunista Chinês” e ao “serviço secreto chinês”.

A Huawei, principal fornecedor mundial de equipamentos de telecomunicações, está a ser colocada em causa no contexto da guerra comercial entre os Estados Unidos e a China promovida pelo Executivo do Presidente norte-americano, Donald Trump, que já havia destacado o risco de espionagem para o Governo chinês pela Huawei.

Os Estados Unidos apelaram a muitos países a não usarem a infraestrutura da Huawei para a implantação da nova rede telefónica 5G.

Os norte-americanos também colocaram o grupo chinês numa lista negra em maio de 2019, forçando empresas norte-americanas e outras estabelecidas no país a encontrarem outros fornecedores para os seus equipamentos de telecomunicações.

Recomendadas

Putin agradece aos russos pela “confiança” após vitória nas eleições da Rússia

“Quero dirigir-me aos cidadãos da Rússia, para agradecer pela confiança, queridos amigos”, disse o presidente russo na sequência de o partido do Kremlin, Rússia Unida, ter ganho as legislativas no país.

União Europeia não faz o suficiente para atrair investimentos ‘verdes’, acusa TdC europeu

“A Comissão Europeia tem-se concentrado, a justo título, em aumentar a transparência no mercado”, não apostando, porém, em “medidas de acompanhamento para dar resposta aos custos ambientais e sociais das atividades económicas insustentáveis”, critica o Tribunal de Contas Europeu.

Boris Johnson vai reunir-se com fundador da Amazon e perguntar pelos impostos pagos pela empresa (com áudio)

Os registos fiscais da Amazon estarão em cima da mesa na reunião entre o primeiro-ministro britânico e Jeff Bezos.
Comentários