80.900 portugueses já pediram estatuto de residente no Reino Unido

“Em poucos meses, centenas de milhares de cidadãos da UE e as suas famílias garantiram os seus direitos. Os cidadãos da UE e as suas famílias têm até 31 de dezembro de 2020 para se candidatarem e não queremos que ninguém seja deixado para trás”, afirmou o ministro do Interior do Reino Unido

Cerca de 80.900 portugueses já pediram o estatuto de residente no Reino Unido, necessário para depois do Brexit, divulgou hoje o ministério do Interior britânico, que já recebeu, no total, 861.100 candidaturas de cidadãos europeus e familiares.

O ministro do Interior, Sajid Javid, mostrou-se satisfeito com o progresso do sistema de regularização migratório para os cidadãos da União Europeia, Suíça, Noruega e Liechtenstein, aberto no âmbito do processo da saída do Reino Unido da UE.

“Em poucos meses, centenas de milhares de cidadãos da UE e as suas famílias garantiram os seus direitos. Este é um grande progresso, mas temos mais a fazer. Os cidadãos da UE e as suas famílias têm até 31 de dezembro de 2020 para se candidatarem e não queremos que ninguém seja deixado para trás”, afirmou hoje.

O estatuto de residente no Reino Unido é obrigatório para depois do ‘Brexit’ e garante o acesso ao mercado de trabalho, serviços públicos como a educação, saúde e serviços sociais.

O estatuto de residente permanente é atribuído àqueles com cinco anos consecutivos a viver no Reino Unido, enquanto que os que estão há menos de cinco anos no país terão um título provisório até completarem o tempo necessário.

Este não é um direito automático, mas tem de ser solicitado e concedido pelas autoridades britânicas, sendo o procedimento, gratuito e feito exclusivamente através da Internet.

O governo português estima que residam no Reino Unido cerca de 400 mil portugueses.

O Reino Unido tinha previsto sair da UE a 29 de março, mas este prazo foi prorrogado para 31 de outubro.

Ler mais
Recomendadas

Brexit marca último debate televisivo entre Johnson e Corbyn antes das eleições

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e o rival trabalhista, Jeremy Corbyn, enfrentaram-se num último debate televisivo, transmitido na estação pública BBC a menos de uma semana das eleições legislativas de 12 de dezembro.

Conservadores de Boris Johnson terão maioria no parlamento, conclui sondagem

O estudo de opinião da YouGov aponta para que o partido ganhe 359 dos 650 lugares no parlamento britânico – o melhor resultado em mais de 30 anos.

Brexit antes do Natal: Boris Johnson promete saída antes da data

O dirigente britânico apresentou o manifesto do Partido Conservador em Telford, West Midlands, um documento de 50 páginas que é lançado a cerca de três semanas das eleições antecipadas do Reino Unido, as “mais cruciais da história moderna”, segundo Johnson.
Comentários